Grupo inglês junta-se à StormHarbour e Banco Económico na corrida ao Efisa

Já estão detectados os três finalistas que vão apresentar propostas vinculativas à compra do Banco Efisa a 4 de junho.

A venda do Banco Efisa está a avançar, ainda que não tão rapidamente quanto o que estava inicialmente previsto. O banco de investimento que pertenceu ao Banco Português de Negócios (BPN) e que está hoje nas mãos da holding pública Parparticipadas, voltou a adiar o prazo para a apresentação das propostas finais.

O novo prazo, depois de um adiamento por 20 dias a pedido dos interessados, é agora 4 de junho,  data que foi inicialmente avançada pelo Jornal de Negócios e confirmada pelo Jornal Económico junto de fonte próxima do processo.

 

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

Concurso do Banco Efisa prorrogado por 35 dias

O Jornal Económico sabe que este adiamento deveu-se a pedidos de todos os concorrentes que alegaram ser necessário mais tempo para analisarem a informação do banco (Due Dilligence) para poderem apresentar as suas propostas. O prazo para a entrega de propostas não vinculativas é agora 2 de abril.

PremiumGoverno altera preço de base de venda do Banco Efisa para 21,8 milhões

O preço base era de 20,9 milhões de euros, mas a Parparticipadas alterou o preço base de licitação e por isso alargou o prazo para a entrega das propostas.

Patris está na corrida para comprar o Banco Efisa

Segundo as regras definidas pelo Estado, só as empresas do sector financeiro da UE ou da OCDE podem concorrer ao concurso público para compra do banco de investimento que era do BPN.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários