Iberia vai receber 20 novos aviões A320neo entre 2018 e 2021

Esta informação foi hoje divulgada durante um encontro organizado pela  CEOE (Confederación Española de Organizaciones Empresariales) e a CEPYME (Confederación Española de la Pequeña y Mediana Empresa).

Luis Gallego, presidente da Iberia, companhia aérea nacional da Espanha, uma das subsidiárias do IAG (International Airlines Group) anunciou um reforço da sua frota de médio curso com 20 aviões A320neo, que receberá a partir de 2018 e até 2021.

A imprensa espanhola refere que a preços de catálogo o investimento ascenderia a 1.840 milhões de dólares. Contudo, o  IAG negociou uma redução significativa.

Luis Gallego anunciou também, que a partir do dia 19 de julho, os clientes da companhia vão ter a possibilidade de desfrutar de novas vantagens. Assim, para além dos “bilhetes abertos”, os clientes vão poder reservar um voo específico, alterar ou cancelar as  suas reservas ou ou cancelá-los sem qualquer restrição.

Outras inovações incluem opções de voos adicionais, uma vez que os passageiros podem viajar em qualquer dos voos operados pela Vueling entre as cidades de Madrid e Barcelona, dispondo, no total, de 26 voos diários em cada direção, 16 deles operados pela Iberia e 10 pela Vueling.

 

 

 

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Greve dos camionistas: AIP apela aos “bens superiores” da Constituição para travar a paralisação

A associação presidida por José Eduardo Carvalho alerta o Governo para que os serviços mínimos para minorar os efeitos desta paralisação abranjam as indústrias transformadoras que fiquem condicionadas pela falta de abastecimento de combustíveis como o gás natural, gás propano liquefeito (GPL), azoto líquido e oxigénio.

TAP bateu recorde de passageiros transportados num mês em julho

A TAP transportou mais de 1,7 milhões de passageiros no passado mês de julho, batendo recorde do melhor mês da transportadora aérea nacional.

Sindicatos têm quatro exigências para a Ryanair. Serviços mínimos para greve de agosto discutidos hoje

O sindicato sublinha que caso a lei não seja cumprida, vão realizar mais períodos de greve, além dos três períodos de greve já realizados.
Comentários