Incêndio em Pedrógão Grande: número de mortos sobe para 43

Meios aéreos espanhóis mobilizados. Autoridades temem que condições meteorológicas adversas continuem este domingo.

O número de mortos no incêndio rural que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, aumentou para 43, disse hoje o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

Esta madrugada, o primeiro-ministro tinha indicado  que o número de vítimas mortais no incêndio de Pedrógão Grande subira para  39, face às 19 que tinham sido indicadas inicialmente.

“É prematuro tirar ilações, mas algo especial aconteceu”, admitiu António Costa, depois de um briefing na sede da Autoridade Nacional de Proteção Civil, em Carnaxide.

O governante indicou que a PJ está no local a fazer averiguações mas frisou que as condições meteorológicas foram atípicas. “Houve uma situação meteorológica particular a partir das 14 horas,  entre Coimbra e o alto Alentejo, com sucessão de trovoadas secas que terão estado na origem destes incêndios e que terão gerado fenómenos meteorológicos de grande violência”, explicou.

O primeiro-ministro revelou ainda que foram mobilizados meios aéreos de espanha. Como no domingo podem voltar a ocorrer novas trovoadas secas, a prioridade é controlar os incêndios ainda ativos, acrescentou.

A informação inicial sobre as vítimas mortais tinha sido dada pelo secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, que se encontra no local a acompanhar o combate ao incêndio que deflagrou durante a tarde de hoje em Pedrógão Grande, distrito de Leiria, quando havia quatro frentes ativas e estavam mobilizados mais de 350 operacionais e 13 ambulâncias.

“Neste momento temos confirmação de 43 vítimas mortais. Civis. Por inalação de fumos e dentro das viaturas que ficaram queimadas pelo fogo na estrada” afirmou Jorge Gomes. Os corpos foram encontrados carbonizado dentro dos automóveis, explicou.

Segundo o mesmo governante, há 14 civis feridos confirmados, dos quais 10 em estado grave. E mais duas pessoas desaparecidas, embora ainda por confirmar. Entre os seis bombeiros feridos, “cinco foram evacuados”, informou. “Houve um incêndio que se estendeu de uma forma que não tem explicação absolutamente nenhuma.”

[Notícia atualizada às 8.30 de 18 de Junho]

Ler mais
Relacionadas

Marcelo Rebelo de Sousa: “Não era possível fazer mais”

O Presidente da República já chegou ao local no distrito de Leiria onde as autoridades estão a acompanhar o incêndio de Pedrógão Grande, que fez 19 mortos. Foi recebido pelo secretário de estado da administração interna, Jorge Gomes, que tinha anunciado momentos antes o último balanço da tragédia. Deu um longo abraço ao governante e […]

António Costa: “É seguramente a maior tragédia de vidas humanas nos últimos anos em Portugal”

“A primeira prioridade é naturalmente controlar os incêndios que estão a ocorrer, procurar que não haja novas vítimas e simultaneamente tem-se estado a fazer o levantamento das vítimas já existentes,” declarou o primeiro-ministro há escassos minutos. “E a seu tempo vamos apurar o que é que aconteceu.”

Fogo ainda tem quatro frentes ativas. Meios humanos vão ser reforçados

Ministra da Administração Interna revela que 120 bombeiros vão reforçar o contigente de 380 já no terreno.
Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários