Inflação em Espanha sobe para 2,3% em abril

O Índice de Preços no Consumidor (IPC) espanhol aumentou em junho 2,3%, em relação a um ano antes, e mais duas décimas do que em maio (2,1%), explicado pelo aumento dos preços dos combustíveis e da fruta e legumes.

A informação publicada esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) espanhol confirma o valor avançado há duas semanas e significa a subida anual dos preços mais elevada desde abril do ano passado e uma inflação positiva há 22 meses consecutivos.

A inflação subjacente – sem choques temporários, como o preço do petróleo e dos bens alimentares não transformados – diminuiu uma décima, para 1,0%, ficando 1,1 pontos percentuais abaixo do aumento do IPC (2,1%).

O IPC mede o custo médio de um ‘cabaz’ de bens e serviços representativo do consumo final das famílias.espanha

Recomendadas

PSI 20 acompanha Europa em alta. Títulos do Grupo EDP impulsionam praça nacional

O principal índice bolsista português soma 0,46%, para 4.855,54 pontos.

Abrandamento da economia poderá ser entrave para Moody’s igualar as pares na avaliação de Portugal

A Moody’s tem agendada uma avaliação à notação da dívida soberana portuguesa esta sexta-feira. A agência poderá querer alinhar-se com a S&P e a Fitch através de uma subida de um grau para ‘Baa2’, mas as incertezas que estão a esfriar o crescimento da economia global poderão ser motivo para manter o ‘status quo’.

Acalmia cambial trouxe bons resultados em Wall Street

O índice tecnológico S&P, .SPL.RCT, que inclui empresas que têm uma maior exposição ao mercado chinês e estiveram no centro das vendas registadas na segunda-feira, foi aquele que mais valorizou nesta sessão, com um crescimento de 1,61%.
Comentários