IP investe cinco milhões na linha ferroviária do Oeste

O conjunto das intervenções para a modernização da linha do Oeste envolve um investimento estimado em 112,4 milhões de euros, que foi já candidatado a cofinanciamento europeu.

A IP – Infraestruturas de Portugal vai lançar a empreitada de construção de passagens superiores rodoviárias para supressão de passagens de nível na linha do Oeste.

Segundo a empresa liderada por António Laranjo, esta obra vai representar um investimento de 4,9 milhões de euros de investimento, para reforçar a segurança ferroviária.

“Esta obra insere-se no âmbito do projeto de modernização da linha do Oeste, que integra o Plano de investimentos na requalificação da rede ferroviária nacional, Ferrovia 2020, que está a ser implementado pela Infraestruturas de Portugal”, explica um comunicado da empresa, adiantando que a intervenção em causa vai decorrer no troço entre Mira Sintra e Meleças.

A intervenção, empreitada e fiscalização, “compreende a construção de quatro passagens superiores rodoviárias e a execução de restabelecimentos e caminhos paralelos para a supressão de seis passagens de nível”, acrescenta o referido comunicado da IP.

A intervenção será realizada na linha do Oeste através de duas empreitadas: uma no troço Mira Sintra-Meleças – Torres Vedras e outra no troço Torres Vedras – Caldas da Rainha.

O conjunto destas intervenções envolve um investimento estimado em 112,4 milhões de euros, que foi já candidatado a cofinanciamento europeu.

De acordo com a IP, a presente ação integra a candidatura submetida no âmbito do COMPETE 2020, com a designação “Linha do Oeste – Modernização do Troço Meleças – Caldas da Rainha”, referente à qual se prevê um financiamento comunitário de 85%.

 

Ler mais
Relacionadas

Aquisição de comboios da CP contrasta com planos do Governo

Infraestruturas Portugal tem planeada a electrificação total das linhas férreas até 2020, mas o Governo planeia comprar material também com tracção a diesel.

CP deverá ter novos comboios até 2022

Carlos Gomes Nogueira, estimou hoje que a companhia tenha novo material circulante até 2022, explicando que, até lá, a empresa terá de reparar o existente e proceder a alugueres.

Ferrovia: 1.500 milhões de euros prometidos para 2018

Carlos Fernandes, vice-presidente da IP, assegura que 96% dos investimentos do programa Ferrovia 2020 já estão em curso.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários