Japão constrói túneis para proteger população de mísseis norte-coreanos

Esta é a primeira mina a ser aberta em território japonês e já está programada a inauguração de outras três.

KCNA/via REUTERS

O Governo japonês abriu esta quarta-feira ao público um túnel de defesa anti-mísseis, numa tentativa de tranquilizar o país perante o risco iminente de um novo teste nuclear da vizinha Coreia do Norte. Este é o primeiro túnel a ser aberto em território japonês e já está programada a inauguração de outras três.

“[A construção de espaços de defesa anti-mísseis públicos] é uma maneira de tranquilizar as pessoas em questões de segurança e trazer-lhes alguma paz de espírito”, afirmou Akinori Hanada, major da Força de Defesa Aérea japonesa.

De acordo com as autoridades japonesas, um míssil norte-coreano demoraria cerca de 10 minutos a atravessar o mar do Japão e aterrar no país. Com o aumento imparável dos testes nucleares da Coreia do Norte, o Japão tem vindo a colocar em marcha planos de preparação e sensibilização da população para os procedimentos a adotar em caso de um eventual ataque.

No site oficial do Governo, foi colocada uma lista de dicas para a população, como “abrigar-se num edifício robusto nas proximidades” e “afastar-se das janelas ou, se possível, permanecer num sítio sem janelas”.

Desde o início deste ano, o Governo do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, instruiu os municípios japoneses a realizar exercícios de evacuação dos espaços, de forma a preparar a população para o caso de terem de fugir rapidamente. Os simulacros têm vindo a acontecer também nas escolas, onde as crianças são instruídas para um problema se começa a tornar uma rotina na vida das famílias japonesas.

“É difícil dizer quantas pessoas poderiam ser salvas e efeito terá o dispositivo de evacuação. Mas, com a consciencialização levantada e o procedimento básico entendido, a taxa de sobrevivência será definitivamente maior”, afirma o vice-almirante aposentado Yoji Koda.

Ler mais
Relacionadas

Japão prepara população para eventual ataque da Coreia do Norte

“O país deve tomar medidas rápidas e eficazes para lidar com as ameaças da Coreia do Norte”, disse o partido governante.

Escolas japonesas preparam alunos para ataques de mísseis norte-coreanos

No início deste ano, o governo do primeiro-ministro Shinzo Abe instruiu os municípios japoneses a realizar exercícios de evacuação dos espaços, de forma a preparar as crianças para o caso de terem de fugir rapidamente.

A nova corrida às armas: Como a Ásia e o Médio Oriente estão a acumular potencial bélico

Desde o final da “guerra fria” que não se vendia tanto armamento no mundo como agora. Muito por causa do processo de afirmação da China, que obrigou os países vizinhos a procurarem maior capacidade bélica, e da instabilidade crónica no Médio Oriente, mesmo com o petróleo em baixa. Os valores em crescendo do investimento em armas traduzem uma nova corrida ao armamento, que terá começado em 2001, com o atentado terrorista contra o World Trade Center, mas não mais parou.

Coreia do Norte dispara quatro mísseis no Mar de Leste

Os lançamentos acontecem uma semana depois de o Conselho de Segurança das Nações Unidas ter anunciado novas sanções contra Pyongyang por manter o seu programa balístico e nuclear.
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários