Japão diz que acordo económico com UE contribui para “comércio justo e livre”

O Governo japonês destacou hoje o contributo do acordo económico entre o Japão e a União Europeia (UE) para o comércio mundial “justo e livre”, numa altura em que o protecionismo dos Estados Unidos ameaça o crescimento do setor.

Alexandre Meneghini/Reuters

“Perante este movimento atual de protecionismo, o Japão e a UE vão colaborar para avançar com passos firmes no comércio justo e livre”, garantiu o porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, numa conferência de imprensa.

O documento, finalizado em dezembro, vai ser assinado na terça-feira, em Tóquio, palco da cimeira UE-Japão.

A reunião estava agendada para quarta-feira, mas foi adiada devido às chuvas torrenciais e inundações que causaram mais de 200 mortos no país asiático.

“O acordo de livre comércio é muito importante e deve, por isso, entrar em vigor em breve”, declarou o porta-voz do governo japonês.

Este tratado, acrescentou, “é um acordo do século XXI e uma estrutura económica que procura a liberdade e a justiça no comércio”.

O texto, que define a relação entre dois parceiros que representam 40% do comércio e 30% do Produto Interno Bruto mundial, é o maior pacto comercial negociado pela UE.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e do Conselho Europeu, Donald Tusk, vão marcar marcar presença no evento, juntamente com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Ler mais
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários