Jefferies avisa que metas dos CTT são “desafiantes” e corta preço-alvo em 12%

A pressão sobre os volumes no correio tradicional e os aumentos nos custos do trabalho e dos transportes tornam a meta de manter um EBITDA estável este ano mais difícil, segundo o banco de investimento, que cortou o preço-alvo para 3 euros por ação de 3,35 euros. O título cai tomba 3,39% para 2,904 euros esta segunda-feira.

Cristina Bernardo

A pressão sobre o correio tradicional, exacerbada pela decisão do Governo de implementar uma plataforma de comunicação eletrónica e o aumento dos preços dos selos, torna o objetivo dos CTT de registar um lucro operacional igual ao do ano passado “desafiante”, alerta o Jefferies esta segunda-feira.

O banco de investimento norte-americano cortou o preço-alvo para as ações do operador postal português em quase 12% para 3 euros, face aos anteriores 3.35 euros, mantendo a recomendação de ‘hold’.

Os títulos dos CTT tombam 3,39% para 2,904 euros por ação esta segunda-feira e lideram as quedas no PSI 20, que recua 0,54%. Segundo Ramiro Loureiro, analista do Mtrader do Millennium Investment Banking, sublinha que “a revisão em baixa pela Jefferies está a castigar a cotada”, e recorda que a média dos analistas tem projetado um preço-alvo 3,82 euros para as ações.

Numa nota de research, o Jefferies afirma que é “improvável que os CTT fiquem imunes à recentes pressões no setor postal, incluindo pressão sobre o volume de correio e o aumento dos custos do trabalho e do transporte”.

“Em resultado, o guidance sobre um EBITDA estável este ano parece desafiante após uma quebra de 19% no primeiro trimestre e cortámos a nossa estimativa sobre os earnings per share [lucro por ação ] em até em 18%”, adiantou.

Relacionadas

CTT arrastam bolsa de Lisboa para o ‘vermelho’. DAX alemão teme crise política

O PSI 20, cai 0,73%, para 5.488,29 pontos, seguindo a tendência na Europo. Os CTT – Correios de Portugal lideram as perdas, com um tombo de 3,53%, para 2,90 euros.

CTT estabelece parcerias para o lançamento de novas aplicações móveis

A aplicação móvel CTT vai possibilitar a qualquer utilizador a consulta de mapas para localizar as lojas e postos CTT, pesquisar códigos postais, acompanhar encomendas postais, e solicitar pedidos ‘SIGA’ para reencaminhar o correio. Além disso este serviço permite também consultar os valores em dívida relativos a portagens SCUT e obter referências multibanco para proceder ao seu pagamento.

Comércio online: A “tropa de elite” dos CTT e a estratégia de ‘e-commerce’

Os CTT olham para o e-commerce como uma das grandes apostas para potenciar o crescimento no segmento de Expresso & Encomendas, onde são líderes de mercado. Para que o objetivo se concretize, a empresa conta com uma equipa de estafetas que pertence à “tropa de elite” do operador postal.
Recomendadas

Makro reforça ligação a empresários de hotelaria e restauração

O objetivo da cadeia grossista é reforçar a relação com os seus clientes, donos de negócios próprios, dando visibilidade a empresários do setor hoteleiro e da restauração a nível nacional, de forma a promover a gastronomia em Portugal.

Mercadona chegou ao Norte mas não bate concorrência. Estes são os supermercados mais baratos

A Deco comparou os preços dos supermercados onde as duas primeiras lojas da cadeia espanhola abriram no país, em Matosinhos e Canidelo. Jumbo mantém-se na liderança.

Continente vai apresentar hoje “o futuro da alimentação”

A marca de grande distribuição do Grupo Sonae MC vai apresentar mais uma categoria de marca própria, a ‘Continente FoodLab’.
Comentários