José Eduardo dos Santos anuncia congresso extraordinário para “resolver” liderança no MPLA

O anúncio foi feito esta sexta-feira, pelo líder do MPLA, no discurso de abertura da quinta sessão ordinária do Comité Central do partido, que decorre no Complexo Turístico Futungo 2, em Luanda.

Herculano Coroado Bumba

O presidente do MPLA e ex-chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, anunciou esta sexta-feira a realização de um congresso extraordinário para “resolver” a liderança no partido, a convocar para dezembro deste ano ou abril de 2019.

O anúncio foi feito esta sexta-feira, pelo líder do MPLA, no discurso de abertura da quinta sessão ordinária do Comité Central do partido, que decorre no Complexo Turístico Futungo 2, em Luanda.

A reunião acontece numa altura em que vários militantes criticam abertamente a alegada bicefalia no partido no poder em Angola desde 1975, entre João Lourenço, vice-presidente do partido e chefe de Estado desde setembro, e José Eduardo dos Santos, ex-Presidente da República e líder do MPLA desde 1979.

Durante a intervenção, José Eduardo dos Santos, que foi chefe de Estado em Angola durante 38 anos e não concorreu às eleições gerais de agosto passado, recordou que se comprometeu a envolver-se “pessoalmente” no grupo de trabalho que ao longo de 2018 vai “preparar a estratégia” do MPLA para as primeiras eleições autárquicas em Angola.

“Assim, recomendo, por ser mais prudente, que a realização do congresso extraordinário do partido, que vai resolver a liderança do MPLA, seja em dezembro de 2018 ou abril de 2019”, disse, sem adiantar mais pormenores sobre este processo.

Relacionadas

Isabel dos Santos afastada do plano bilionário para Luanda

Depois da Sonangol e dos diamantes, a empresária está em vias de ser afastada do plano de 15 mil milhões de dólares para a reabilitação da capital.

Angola: emitida dívida pública de 190 milhões de euros para financiar banca

Esta emissão de dívida terá uma maturidade de 10 anos e juros anuais de 7,5%, segundo prevê o mesmo decreto, assinado pelo Presidente da República, João Lourenço, autorizando esta emissão de Obrigações do Tesouro.

Nuno Amado deverá passar para ‘Chairman’ e Miguel Maya para CEO do BCP

A notícia do Expresso de hoje é também avançada pelo jornal online Eco. Neste cenário Nuno Amado passa para Presidente do Conselho de Administração e Miguel Maya, atual vice-presidente, passa a CEO.

“Última etapa de um processo em curso”: Marcelo fala sobre visita presidencial a Angola

“Há etapas que têm de ser preenchidas. Eu penso que é muito importante a etapa que estamos a viver, que é a do relacionamento entre responsáveis governativos a nível ministerial”, referiu Presidente da República.

Isabel dos Santos destituída da presidência da Cruz Vermelha de Angola

Comissão de gestão substitui Isabel dos Santos à frente da Cruz Vermelha de Angola. Contas bancárias foram bloqueadas e há auditorias à gestão de Santos.

Isabel dos Santos acusa atual presidente da Sonangol de mentir

“Foi com muito espanto que acompanhei as declarações feitas na conferência de imprensa. As palavras do presidente do conselho de administração atual, Carlos Saturnino, para mim, foram chocantes. Faltaram imenso à verdade”, afirmou Isabel dos Santos ao “Jornal de Negócios”, repetindo a mesma ideia do comunicado divulgado no domingo.
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários