JPP quer mais transparência nos apoios concedidos às IPSS

O partido vai fazer um pedido de documentação ao Instituto de Segurança Social da Madeira no sentido de clarificar situações de irregularidade e obter maior transparência relativamente às acções do governo e nas instituições que recebem dinheiros públicos.

O JPP exigiu esta quarta-feira uma maior transparência nos apoios prestados pela Segurança Social às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS).

“É notório que o método de fiscalização utilizado pela Segurança Social não é eficaz”, denuncia Paulo Alves, deputado do JPP.

Em causa, diz o deputado do JPP, estão quer os aumentos nos apoios, destas instituições, bem como a subida nos casos problemáticos que têm sido noticiados a nível nacional e regional.

“De acordo com a comunicação social, há cinco IPSS a ser investigadas, devido a irregularidades, reconhecidas inclusivamente pela própria secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais”, alerta.

O deputado do JPP faz um apelo no sentido de se clarificar estas situações de irregularidade e uma maior transparência relativamente às instituições que recebem dinheiros púbicos.

Paulo Alves lamentou ainda a recusa do PSD em aceitar o pedido do grupo parlamentar do JPP para uma audição à presidente do Instituto de Segurança Social da Madeira (ISSM) e referiu que poucos dias depois vieram a público “várias situações de irregularidades” em vários lares da Região e também na Aldeia da Paz.

O deputado do JPP acrescenta que o partido vai fazer um pedido de documentação ao ISSM no sentido de “clarificar estas situações” e de obter “maior transparência” nas ações do Governo e nas instituições que recebem dinheiros públicos.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários