Justiça investiga segunda parte do Estoril Praia-FC Porto

A Procuradoria Geral da República confirmou ao Jornal Económico a abertura de um inquérito à segunda parte do jogo Estoril-FC Porto que levou a uma reviravolta no resultado e saldou-se na vitória dos dragões por 1-3.

O Ministério Público (MP) instaurou um inquérito à segunda parte do jogo de futebol entre Estoril Praia e FC Porto, disputada em 21 de fevereiro, que levou a uma reviravolta no resultado e saldou-se na vitória dos dragões por 1-3, confirmou hoje ao Jornal Económico fonte oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR).

“A queixa relacionada com a segunda parte do jogo Estoril Praia-FC Porto foi remetida ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, onde deu origem a um inquérito que se encontra em investigação”, disse fonte oficial da PGR.

A abertura do inquérito surge depois de, a 1 de março, a PGR ter confirmado que recebeu uma denúncia sobre a eventual viciação de resultados da segunda parte do Estoril – FCP, que se jogou a 21 de fevereiro, em jogo a contar para a 18.ª jornada da Liga NOS que se saldou na vitória da equipa de Sérgio Conceição, por 1-3, num embate que estava a perder por 1-0 ao intervalo, quando, em 15 de janeiro, foi interrompido devido a problemas de segurança.

Em causa está  uma denúncia sobre uma alegada reunião entre dirigentes do FC Porto e representantes da Traffic, empresa que detém a maioria do capital da SAD do Estoril, dias antes da realização da segunda parte do jogo dos dragões no Estoril. Depois da realização dessa segunda parte, e de acordo com a mesma denúncia, terá sido feito um depósito de 730 mil euros na conta da SAD do Estoril.

Na semana passada, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, afirmou que este montante se refere a dívidas para com o Estoril Praia, nomeadamente sobre a transferência do Carlos Eduardo para o Al Hilal e a cedência de Licá.

Registaram-se também declarações públicas de César Boaventura, agente de jogadores e líder da empresa GIC, que partilhou no Facebook um vídeo onde insinua que um jogador do Estoril facilitou no encontro da passada semana com o FC Porto (1-3), sem nunca referir qualquer nome.

Na sua publicação, o empresário recorda uma alegada ligação desse futebolista a Pedro Pinho, “o tal agente que me levantou uma calúnia que não tem perdão, com relações privilegiadas no FC Porto e antigo sócio do filho do presidente [n.d.r.: Alexandre Pinto da Costa].”

Os jogadores estorilistas foram criticados por terem tido atitude passiva e falta de empenho, levando o próprio treinador, Ivo Vieira, no final do jogo, a não esconder a sua desilusão com a exibição. “Dava dó ver o Estoril hoje, em campo, metiam dó”, afirmou o técnico no final do encontro.

 

Ler mais
Relacionadas

Vai uma aposta para o ‘Clássico’?: ‘Dragões’ são aposta segura, ‘leões’ fora são mais vulneráveis

A poucas horas do início do ‘clássico’, as casas de apostas consideram os ‘dragões’ seguros, com maior probabilidade de vitória. Já os ‘leões’ são vistos como mais arriscados.

Ministério Público analisa denúncia sobre resultado do jogo Estoril- FC Porto

A Procuradoria Geral da República confirmou ao Jornal Económico a recepção de uma denúncia anónima sobre a segunda parte do jogo Estoril-FC Porto que levou a uma reviravolta no resultado e saldou-se na vitória dos dragões por 1-3.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários