Leixões vê movimento de passageiros crescer 38% no primeiro semestre

No três anos desde a inauguração, o terminal de cruzeiros de Matosinhos contabiliza mais de 300 mil passageiros e 426 navios.

Nos primeiros seis meses de 2018, o terminal de cruzeiros de Matosinhos, em Leixões, viu passar mais de 50 mil turistas, o que representou um aumento de 38% em relação ao período idêntico do ano anterior. Os dados são da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), precisamente no dia em que o terminal celebra três anos.

Desde 2015, já foram registadas as entradas de mais de 300 mil passageiros e 426 navios. “Temos sido uma das principais portas de entrada na região e temos renovado, ano após ano, o recorde de movimento de navios e passageiros”, refere a APDL na sua página oficial.

O terminal de cruzeiros de Leixões representa 81% do movimento de passageiros da entrada de turistas na região do Porto e Norte de Portugal e estima, que até ao final do ano passem por este local um total de 110 mil passageiros, renovando o recorde.

Estes valores representam um aumento de 5% em navios face ao último ano e de 15% em passageiros, num gasto estimado de cerca de oito milhões de euros na oferta turística da região.

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários