Los Angeles aprova reforço de 8,6 milhões de euros para fundo de ajuda a crianças separadas dos pais

Los Angeles aprovou um reforço de 10 milhões de dólares (cerca de 8,6 milhões de euros) para um fundo destinado a fornecer ajuda legal a crianças separadas dos seus familiares na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Los Angeles aprovou um reforço de 10 milhões de dólares (cerca de 8,6 milhões de euros) para um fundo destinado a fornecer ajuda legal a crianças separadas dos seus familiares na fronteira entre os Estados Unidos da América e o México.

A Câmara Municipal e a Conselho de Supervisores do condado votaram, esta terça-feira, a favor do reforço do Fundo de Justiça de Los Angeles, criado no ano passado para ajudar os imigrantes sem passado violento em risco de deportação.

O ‘mayor’ de Los Angeles, Eric Garcetti, e a supervisora do condado, Hilda Solis, anunciaram a criação deste fundo em 2016, antecipando uma política de imigração mais dura por parte do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Nenhuma criança deve suportar o trauma de ser separada de seus pais ou o terror de não saber se eles verão suas famílias novamente”, sublinhou em comunicado Eric Garcetti, acrescentando que “Los Angeles está a responder à crueldade com compaixão – dando esperança e assistência a pessoas que estão desesperadas”.

Hilda Solis assegurou que o condado estará sempre com os imigrantes e requerentes de asilo.

“Ninguém neste país, muito menos uma criança pequena, deve ser forçado a defender-se sozinho em tribunal”, disse à imprensa.

A Casa Branca iniciou em abril as chamadas políticas de ‘tolerância zero’, que determinam que os imigrantes que entram irregularmente nos EUA passem a ser processados criminalmente, o que implica a sua separação dos filhos.

Há cerca de duas semanas, Trump decretou o fim das separações das famílias na fronteira, devido às duras críticas recebidas.

Desde então, já foram reunidas mais de 540 crianças com os seus pais, se bem que mais de duas mil continuem detidas e separadas dos familiares, segundo dados oficiais.

Ler mais
Relacionadas

Andrés Obrador e Donald Trump discutem redução da migração na fronteira entre México e EUA

O presidente eleito do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, propôs na segunda-feira ao homólogo dos Estados Unidos, Donald Trump, um plano para criação de empregos naquele país, “reduzir a migração” e “melhorar a segurança” na fronteira.

Juíza dos EUA critica política de Trump e ordena reunião de pais e filhos separados na fronteira com o México dentro de 30 dias

Desde o início de maio que mais de 2.300 crianças foram separadas das suas famílias, na fronteira terrestre entre o México e os EUA.
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários