Macau é a 8ª cidade mais competitiva da China (entre quase 300)

Relatório apresentado na Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (UCTM) por entidades envolvidas na pesquisa conclui que Macau subiu no ranking relativamente a 2015.

Na apresentação de um relatório referente à competitividade em geral de várias cidades chinesas, Macau destacou-se ocupando o oitavo lugar neste segmento. Nos aspectos relacionados com sustentabilidade não mostrou alterações e no que diz respeito às condições de vida, o território soma e segue para o quarto lugar, como avança o hojemacau.

Liu Chengkun, professor associado do Departamento de Contabilidade e Finanças da Universidade e um dos envolvidos na apresentação do relatório, ressalvou que a competitividade económica geral do território embora aparentemente estagnada não influenciou a competitividade geral da região administrativa especial, mantendo um bom posicionamento entre as 294 cidades envolvidas no relatório, adianta o hojemacau.

Contudo, o mesmo relatório indica que os preços altos do sector imobiliário têm vindo a representar um entrave ao desenvolvimento local.

Os académicos envolvidos no relatório sugerem que, no âmbito da Grande Baía Guangdong-Hong Kong –Macau, a região administrativa especial deve aproveitar as oportunidades que surgirem em possíveis projectos de integração. Deste modo, através da cooperação, Macau tem a possibilidade de se lançar como plataforma de comércio entre a China e os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A ideia subjacente é de relevar o papel de Macau no âmbito da política “Uma Faixa, Uma Rota”.

Áreas como a participação de forma activa na cooperação regional, fomento da inovação e estudos tecnológicos, impulso na construção domótica e investimento nos recursos humanos podem elevar o nível da competitividade sustentável de Macau, na opinião do professor associado.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários