Maior projeto de energia solar do mundo vai nascer na Arábia Saudita

Quando concluído, este projeto deverá ter capacidade para produzir até 200 gigawatts (GW) até 2030 ou seja, a capacidade de energia nuclear total do mundo, cerca de 390 GW no final de 2016.

O Vision Fund do SoftBank irá investir na criação do maior projecto de energia solar do mundo na Arábia Saudita.

Quando concluído, este projeto deverá ter capacidade para produzir até 200 gigawatts (GW) até 2030, afirmou o presidente-executivo da SoftBank, Masayoshi Son. O número é comparável à capacidade de energia nuclear total do mundo, cerca de 390 GW no final de 2016.

Ao investir em energia solar, a Arábia Saudita, maior exportadora de petróleo do mundo, poderá reduzir a quantidade de petróleo que usa actualmente para gerar energia. A medida ilustra o compromisso do governante saudita em transformar o status quo económico do país.

O total de investimento final para os 200 GW de geração, incluindo os painéis solares, o armazenamento de baterias e uma instalação de fabricação de painéis na Arábia Saudita, totalizará cerca de 200 mil milhões de dólares (cerca de 229 mil milhões de euros).

O plano de reforma “Visão 2030” da Arábia Saudita, que visa reduzir a dependência económica do país em relação ao petróleo, foi uma boa combinação para a visão de longo prazo do fundo para a inovação, disse Son. “Essas duas visões uniram-se para criar energia renovável limpa, sustentável, de baixo custo e produtiva”, disse.

Apesar de ser um dos países com maior exposição solar do mundo, a Arábia Saudita gera a maior parte de sua eletricidade a partir de usinas termoelétricas a óleo.

Toda a capacidade de energia instalada da Arábia atualmente está em torno de 60 GW. Adicionar 200 GW criaria uma enorme capacidade excedente que poderia ser exportada para os vizinhos ou usada pela indústria. Estimativas da indústria dizem ainda que cerca de 300 mil a 800 mil barris petróleo bruto são queimados por dia para a geração de energia no reino.

Ler mais
Relacionadas

Energia: Petróleo, gás natural e carvão crescem na procura. Renováveis com ganhos “impressionantes”

Petróleo, gás natural e carvão assumiram a maior parte do crescimento na demanda por energia em 2017. Renováveis conquistaram ganhos impressionantes, diz relatório da Agência Internacional de Energia.

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita quer resolver disputa entre bancos para atrair investimento estrangeiro

Mohammed bin Salman afirma que é necessário evitar qualquer prejuízo para a credibilidade da banca saudita junto dos investidores estrangeiros e é fundamental para garantir a livre concorrência.

Risco das dívidas dos países exportadores de petróleo subiu

A Crédito y Caución alerta que a elevada vulnerabilidade das economias do Golfo aos preços do petróleo pode deteriorar os seus riscos de crédito, especialmente se os níveis de dívida pública continuarem a aumentar.

Rússia quer entrar no IPO da petrolífera estatal saudita Saudi Aramco

O responsável do fundo soberano russo anunciou que vários bancos do país e um fundo de investimento que une Rússia e China estão prontos para participar na maior oferta pública de inicial do mundo.
Recomendadas

Governo disponibiliza 600 mil euros para apoiar agricultores de Mação, Vila de Rei e Sertã

Esta decisão decorre da publicação, hoje, em Diário da República, de um despacho que reconhece este incêndio como “catástrofe natural”.

Fundo Ambiental vai aplicar um milhão de euros na adaptação às alterações climáticas

Proteção ao litoral, na recuperação de solos e na reabilitação da rede hidrográfica são algumas das áreas em que o Fundo Ambiental poderá conceder apoio financeiro.

Parlamento recomenda ao Governo declaração do estado de urgência climática

Foi publicada nesta segunda-feira, 29 de julho, a resolução da Assembleia da República que recomenda ao Executivo de António Costa que assuma o compromisso de promover a máxima proteção de pessoas, economias, espécies e ecossistemas, e de restaurar condições de segurança e justiça climáticas.
Comentários