Saúde: Mais de um terço das mortes em Portugal podiam ter sido evitadas

Durante o ano de 2014, um terço das mortes ocorridas na Europa poderiam ter sido evitáveis à luz dos conhecimentos e tecnologia médicos existentes, considera o último relatório do Eurostat. Portugal está ligeiramente acima da média europeia.

Os mais recentes dados do Eurostat apontam para que, em 2014, tenham falecido no território europeu quase 1,7 milhões de pessoas com menos de 75 anos. Dessas, o Eurostat afirma que um terço (33,3%) das mortes poderia ter sido evitada, à luz da tecnologia e conhecimentos médicos existentes. Portugal situa-se ligeiramente acima da média europeia, com perto de 34% de mortes evitáveis.

Os ataques cardíacos são a causa de maior mortalidade evitável, com um total de 32% do total de mortes evitáveis em pessoas com menos de 75 anos. Os AVC seguem-se no ranking das principais causas de morte, com cerca de 91.000 mortes, ou 16%. Os cancros colorretais (66.500 mortes, ou 12%), cancros mamários (50.100, 9%) e as doenças relacionadas com a hipertensão (28.700, 5%) completam o top 5 das causas de morte evitável na Europa.

Entre os países analisados a maior percentagem de mortes evitáveis regista-se na Roménia (47,6%), seguindo-se a Letónia (47%) e a Lituânia (45,3%). Por outro lado, as menores percentagens registadas pelo Eurostat aconteceram em França, com 24%; na Dinamarca, com 26,5%, e na Bélgica, que não vai além dos 26,6%.

O conceito de mortalidade evitável utilizado pelo Eurostat é o de que certas mortes (para um determinado grupo etário e em consequência de doenças específicas) poderiam não ter ocorrido caso tivessem sido tratadas atempada e efetivamente.

Relacionadas

Emprego na zona euro cresce para nível mais elevado de sempre

Portugal é o quarto país da zona euro onde o emprego mais cresceu, tendo ficado acima da média europeia.

Consumo per capita em Portugal fica abaixo da média europeia

A diferença entre os países da UE vai de 53% a 132%, sendo Portugal o sétimo país com a média mais baixa.

Portugal é o maior exportador de bicicletas da União Europeia

Segundo os dados do Eurostat, Portugal é o país da União Europeia que mais bicicletas exportou em 2016. Entre os importadores, quem lidera é o Reino Unido.
Recomendadas

“Dietas milagrosas” contrariam forma saudável de perder peso, alerta Deco

Para perder peso e manter a saúde, a dieta deve ser variada, eliminar os alimentos hipercalóricos, contemplar nunca menos de 1200 quilocalorias diárias (no caso das mulheres) e 1500 quilocalorias (no caso dos homens).

Gastos irregulares de cinco hospitais públicos sob suspeita

Inspeção-Geral das Atividades em Saúde realizou auditorias a cinco hospitais públicos e encontrou gastos irregulares no valor de 23,5 milhões de euros. 

Saúde. Privados investem 750 milhões de euros na criação de 19 hospitais até 2020

O grande reforço da oferta privada é em Lisboa e no Porto. Mas também há uma aposta em novas regiões como na Madeira, Açores, Vila Real ou Viseu, de acordo com o presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada, Óscar Gaspar.
Comentários