Malala regressa ao Paquistão seis anos depois de ter sido baleada

Este regresso de Malala ao Paquistão é feito com um forte dispositivo de segurança.

A activista galardoada com o Prémio Nobel da Paz, Malala Yousafzai, regressou à sua cidade natal, no Paquistão, depois de ter sido baleada em 2012, pelos taliban, por fazer campanha pela educação feminina.

Quando eu dei o meu primeiro discurso, não consegui conter as lágrimas. Foi tão emocional. Estou contente por estar em casa e colocar os meus pés nesta terra novamente, disse Malala à BBC.

Este regresso de Malala à sua cidade natal é feito com um forte dispositivo de segurança numa visita programada para quatro dias.

De recordar que Malala vive agora no Reino Unido.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários