Mau tempo: Chuva, trovoadas e agitação marítima regressam esta quarta-feira

A chuva forte, com probabilidade de ocorrência de trovoadas, o vento e a agitação marítima regressam a partir de hoje ao território do continente, sendo sexta-feira o dia mais gravoso, segundo a meteorologista Maria João Frada.

De acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), hoje ainda “vai ser um dia pacífico, com temperaturas mínimas da ordem dos 0 a 02 graus nas regiões do interior Norte e Centro associados a uma massa de ar polar e aguaceiros fracos e pouco frequentes”.

“A partir da tarde, o céu vai tornar-se muito nublado, inicialmente nas regiões do litoral sul e depois estendendo-se a todo o território. A partir do meio da tarde, vamos ter períodos de chuva fraca e chuvisco na região Norte. A chuva virá de sul para norte e haverá queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela”, referiu.

Na quinta-feira, indicou Maria João Frada, prevê-se uma subida significativa dos valores da temperatura mínima, da ordem dos 04/05 graus e da máxima entre 02 e 05 graus.

“Neste dia, vai ocorrer chuva em todo o território, que pode ser chuva forte localmente e (…) pode haver queda de neve acima dos 1000/ 1200 metros, mas é muito temporária, pois com a entrada do ar mais quente a neve fica confinada aos pontos mais altos da Serra da estrela”, disse.

Segundo Maria João Frada, a chuva vem acompanhada de vento moderado a forte do quadrante sul com rajadas que podem atingir os 85 quilómetros por hora, neblinas e nevoeiros.

“Este cenário vai-se prolongar para dia 09 [sexta-feira]. Este será um dia mais grave do que dia 08. Até ao final da manhã de dia 10 vamos ter chuva por vezes forte, especialmente nas regiões do Norte e Centro, e vento forte e ocorrência de trovoadas e granizo.

A meteorologista do IPMA explicou que este cenário vai ser válido até ao final da manhã de dia 10 e depois entra-se em regime de aguaceiros que também podem ser localmente fortes.

“Estão também reunidas algumas condições para ocorrer fenómenos extremos de vento em particular no litoral oeste, mas ainda a acompanhar porque são situações que temos acompanhar mais em cima do acontecimento”, disse.

Segundo a meteorologista, estes próximos dias, pelo menos até domingo, vão ser de ocorrência de precipitação, vento forte e trovoadas.

“Relativamente à agitação marítima, para já está tudo pacífico, mas a partir de dia 09 vamos ter na costa ocidental um aumento da altura significativa das ondas que serão de oeste-sudoeste a partir da tarde com 04 a 05 metro e no dia 10 vão atingir 05 a 06 ou 06 a 07 ou mais, nos dias 10 e 11”, disse.

No arquipélago da Madeira, também está previsto precipitação e vento forte e as ondas podem atingir os quatro a cinco metros de oeste.

De acordo com Maria João Frada, este agravamento deve-se a uma depressão que está no Atlântico, a oeste dos Açores.

“Vem direta para o continente e vai deslocar-se para noroeste. Vai entrar uma massa tropical que é instável e que vai dar origem a esta precipitação continuada e forte e condições para trovoada. Como a depressão está em aproximação do continente, mas está bastante cavada vamos ter uma aumento da intensidade de vento em especial nos dias 10 e 11”, disse.

Ler mais
Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários