Ministério Público analisa denúncia sobre resultado do jogo Estoril- FC Porto

A Procuradoria Geral da República confirmou ao Jornal Económico a recepção de uma denúncia anónima sobre a segunda parte do jogo Estoril-FC Porto que levou a uma reviravolta no resultado e saldou-se na vitória dos dragões por 1-3.

A Procuradoria Geral da República (PGR) recebeu uma denúncia sobre a eventual viciação de resultados da segunda parte do Estoril – FCP, que se jogou a 21 de Fevereiro, em jogo a contar para a 18.ª jornada da Liga NOS e que se saldou na vitória da equipa de Sérgio Conceição, por 1-3. Fonte oficial da PGR avançou ao Jornal Económico que a denúncia foi encaminhada para o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa

“Confirma-se a receção de uma queixa relacionada com a segunda parte do jogo Estoril Praia – Futebol Clube do Porto. A mesma foi encaminhada para o DIAP de Lisboa”, revelou ao Jornal Económico fonte oficial da PGR.

A resposta da PGR surge  após ter questionado esta terça-feira, 27 de fevereiro, sobre a existência de uma denúncia sobre a eventual viciação de resultados no referido jogo, face a declarações públicas de César Boaventura, agente de jogadores e líder da empresa GIC, que partilhou no Facebook um vídeo onde insinua que um jogador do Estoril facilitou no encontro da passada semana com o FC Porto (1-3), sem nunca referir qualquer nome.

Na sua publicação, o empresário recorda uma alegada ligação desse futebolista a Pedro Pinho, “o tal agente que me levantou uma calúnia que não tem perdão, com relações privilegiadas no FC Porto e antigo sócio do filho do presidente [n.d.r.: Alexandre Pinto da Costa].”

Já nesta quinta-feira jornal A Bola dá conta de uma denúncia sobre uma alegada reunião entre dirigentes do FC Porto e da Traffic, dias antes da realização da segunda parte do jogo dos dragões no Estoril. Depois da realização dessa segunda parte, e de acordo com a mesma denúncia, terá sido feito um depósito de 730 mil euros na conta da SAD do Estoril.

Em causa está a segunda parte do jogo iniciado a 15 de janeiro e que foi interrompido devido a problemas de segurança na bancada norte do Estádio António Coimbra da Mota. A equipa da casa entrou em campo para disputar os derradeiros 45 minutos, com uma vantagem de 1-0 no marcador. Sofreu três golos sem resposta e o resultado (1-3) só não foi mais dilatado porque os dragões desperdiçaram inúmeras oportunidades de golo.

Os jogadores estorilistas foram criticados por terem tido atitude passiva e falta de empenho, levando o próprio treinador, Ivo Vieira, no final do jogo, a não esconder a sua desilusão com a exibição. “Dava dó ver o Estoril hoje, em campo, metiam dó”, afirmou o técnico no final do encontro.

Ler mais
Relacionadas

Dívida dos três grandes caiu 7,4%, mas ainda está acima dos 1.100 milhões de euros

De acordo com as contas apresentadas por Benfica, Porto e Sporting, divulgadas através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dívida foi reduzida em 84,16 milhões de euros, entre dezembro de 2016 e dezembro de 2017.
Recomendadas

Arranca hoje a corrida do FC Porto pela Champions de olho em encaixe de 44 milhões

Sérgio Conceição e os seus homens estão a, pelo menos, 360 minutos de distância de poderem engordar a conta bancária dos azuis e brancos de forma generosa. Este encaixe financeiro é visto como fundamental pela SAD portista. 

Benfica celebra parceria com Placard por três anos

O Sport Lisboa e Benfica acaba de celebrar uma parceria com o Placard.pt que, nos próximos três anos, será o patrocinador oficial de apostas desportivas do clube. Segundo um comunicado do clube da Luz, “o Placard.pt marcará presença relevante tanto no ‘site’ oficial, como nas várias plataformas digitais do Benfica, sendo que ambas as entidades […]

Estádio do Estrela da Amadora na Reboleira vai a leilão por seis milhões de euros

No decorrer de um processo de insolvência do Estrela da Amadora, foi fundado um novo clube, o Clube Desportivo Estrela, que usa as instalações da Reboleira.
Comentários