Montenegro nega teorias da conspiração para atingir liderança do PSD

O antigo líder bancada do PSD considera que “houve algum ruído” com a demissão de Feliciano Barreiras Duarte do cargo de secretário-geral do partido, mas esta “não será trágica” para o futuro.

Luís Montenegro considera que “não tem pés nem cabeça” falar em teorias da conspiração destinadas a atingir a liderança de Rui Rio no Partido Social Democrata (PSD). O antigo líder bancada do PSD considera que “houve algum ruído” com a demissão de Feliciano Barreiras Duarte do cargo de secretário-geral do partido, mas esta “não será trágica” para o futuro.

“Só um momento de nervosismo pode justificar uma coisa que não tem o mínimo de sustentação”, defendeu o social-democrata, em declarações à rádio TSF. “Houve algum ruído, mas isso é trágico para o futuro? Claro que não é”, assegura.

Recorde-se que Feliciano Barreiras Duarte considerou aquando da apresentação do seu pedido de demissão, que espera que a decisão faça “cessar os ataques à direção do PSD”.

Recomendadas

Marcelo aprova aumentos de 700 euros para juízes, mas critica fosso salarial face aos polícias e militares

Marcelo Rebelo de Sousa destaca que os juízes, e membros de autoridades reguladoras e de supervisão a entidades públicas empresariais e empresas públicas, passando por outras entidades administrativas, já estão com salários mais elevados do que o primeiro-ministro. O Presidente exige que a desigualdade salarial seja “encarada na próxima legislatura”.

Incêndios florestais caíram 26% este ano face a 2018

“Estamos, até hoje, com 6.800 incêndios desde o início do ano, o que significa que temos um número de incêndios 36% inferior à média dos últimos dez anos. E uma área ardida 42% inferior à média dos últimos dez anos”, sublinhou Eduardo Cabrita.

Proteção Civil tem reservas de combustível para “mais de dois meses”

Apesar de garantir que existem reservas para mais de dois meses, Eduardo Cabrita sublinha que as prioridades têm de ser asseguradas quando se fala numa dificuldade de distribuição.
Comentários