Morreu João Semedo, antigo dirigente do Bloco de Esquerda

O antigo líder bloquista faleceu no Hospital do Porto aos 67 anos, depois de uma longa luta pela renovação do Partido Comunista Português (PCP) e pela mudança do cenário político português.

O antigo dirigente do Bloco de Esquerda (BE), João Semedo, morreu esta terça-feira, depois de vários anos de luta contra o cancro. O antigo líder bloquista faleceu no Hospital do Porto aos 67 anos, depois de uma longa luta pela renovação do Partido Comunista Português (PCP) e pela mudança do cenário político português.

Estreou-se na política em 1972, com a decisão ao PCP. Descontente com o partido, funda, em 2003, o Movimento da Renovação Comunista, juntamente com outros ex-dirigentes do PCP. No ano seguinte, aceita o convite de Miguel Portas para integrar como independente as listas do BE para o Parlamento Europeu.

Entre 2012 e 2014, João Semedo dirigiu o BE em conjunto com a atual coordenadora, Catarina Martins. No ano passado, o antigo dirigente bloquista foi candidato do BE à Câmara Municipal do Porto. No entanto, acabaria por ser afastado da corrida devido a doença, tendo sido substituído por candidato João Teixeira Lopes.

“Tive a vida que escolhi, a vida que quis, não tenho nada de que me arrependa no que foi importante. Segui sempre a minha intuição, nunca me senti a fazer o que não queria. Sim, fui muito feliz, sou e acho que continuarei a ser”, afirmou João Semedo na última grande entrevista que concedeu.

Relacionadas

João Semedo: BE diz que perda é de todos os que partilharam o seu ímpar percurso

O BE transmitiu hoje “as mais sentidas condolências” pela morte do seu antigo coordenador João Semedo, considerando que a perda “é de todos os que partilharam o seu ímpar e diversificado percurso, que com ele lutaram, aprenderam e conviveram”.

Marisa Matias lamenta morte de João Semedo, uma das maiores referências políticas

A eurodeputada do Bloco de Esquerda (BE), Marisa Matias, lamentou hoje a morte de João Semedo, considerando que era uma referência política fundamental que procurou sempre encontrar soluções que ajudassem à vida das pessoas.
Recomendadas

Marcelo aprova aumentos de 700 euros para juízes, mas critica fosso salarial face aos polícias e militares

Marcelo Rebelo de Sousa destaca que os juízes, e membros de autoridades reguladoras e de supervisão a entidades públicas empresariais e empresas públicas, passando por outras entidades administrativas, já estão com salários mais elevados do que o primeiro-ministro. O Presidente exige que a desigualdade salarial seja “encarada na próxima legislatura”.

Incêndios florestais caíram 26% este ano face a 2018

“Estamos, até hoje, com 6.800 incêndios desde o início do ano, o que significa que temos um número de incêndios 36% inferior à média dos últimos dez anos. E uma área ardida 42% inferior à média dos últimos dez anos”, sublinhou Eduardo Cabrita.

Proteção Civil tem reservas de combustível para “mais de dois meses”

Apesar de garantir que existem reservas para mais de dois meses, Eduardo Cabrita sublinha que as prioridades têm de ser asseguradas quando se fala numa dificuldade de distribuição.
Comentários