“Ninguém sobreviveria” a guerra entre EUA e Rússia, diz Putin

Apesar de prever que um conflito se iria espalhar a nível mundial, Putin disse ter esperança numa recuperação das relações entre a Rússia e os EUA.

O presidente russo avisou que caso ocorra um conflito armado entre os EUA e a Rússia, não haveria sobreviventes. As declarações foram feitas por Vladimir Putin para um documentário intitulado “The Putin Interviews”, que está a ser dirigido há dois anos pelo realizador Oliver Stone e que irá estrear no próximo dia 12 de junho.

Uma guerra entre as duas potências iria resultar num conflito mundial em que “ninguém sobreviveria”, segundo afirmou o presidente russo no trailer divulgado esta terça-feira. Apesar disso, Putin disse ter esperança numa recuperação das relações entre a Rússia e os EUA. “Há sempre esperança”, referiu.

Vladimir Putin fez ainda críticas à NATO, dizendo que a organização procura “constantemente inimigos externos” para continuar a justificar as suas ações. “Assim que um país entra na NATO é muito difícil resistir às pressões dos EUA”, afirmou o russo.

Relacionadas

Putin: Hackers americanos podem ter feito parecer que a Rússia influenciou as eleições nos EUA

Vladimir Putin, referiu numa entrevista à NBC News, que os hackers americanos poderiam ter introduzido provas falsas com o intuito de parecer que a Rússia interferiu nas eleições presidenciais norte-americanas.

Putin admite que hackers “patrióticos” poderão ter interferido na eleição de Trump

Até esta quinta-feira, a Rússia, e o seu presidente, sempre negaram qualquer tipo de envolvimento russo nas eleições de 2016 nos EUA. Agora, diz o New York Times, o discurso de Putin mudou e é admitido o envolvimento de hackers russos, mas que terão agido “por iniciativa própria” por serem “patrióticos”.

“Putin é maior ameaça que o Estado Islâmico”, acusa McCain

Em entrevista à ABC, John McCain disse que a Rússia é uma ameaça maior à segurança global que o Estado Islâmico, apoiando a sua opinião na alegada interferência do regime de Putin nas eleições norte-americanas que levaram Trump à presidência dos EUA.
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários