No topo ou na base, sonhe enquanto saboreia

Para uma bebida ao final do dia ou para provar um conjunto de pratos vegetarianos, fique a conhecer as sugestões gastronómicas do Jornal Económico na cidade de Lisboa.

LEVEL EIGHT

Prepare-se para ficar deslumbrado com o que vai ler a seguir! Uma vista fabulosa sobre Lisboa, 300 metros quadrados, capacidade para 200 pessoas e ainda DJ convidados para os sunsets. Atenção. Todos os dias! Já captámos a sua atenção? Então suba até ao oitavo andar do edifício do restaurante Fenícios. Apresentamos-lhe o mais recente rooftop da cidade – Level Eight.

Já está sentado e confortável? Chegou o momento de espreitar o menu. Há tostas, aperitivos e entradas da carta do restaurante Fenícios, inspirados na cozinha libanesa. Como o kibbé – carne de vaca e amêndoas; rolos de queijo halloumi, massa de pão com recheio de espinafres; moutabal – beringelas grelhadas com pasta de sésamo, alho e limão; falafel; lahm bil ajim – pizza tradicional recheada com carne picada, tomate, cebola e muito mais. Na carta de bebidas, além das sugestões mais habituais, há sugestões que incluem licor Disaronno e com assinatura, além de ingredientes típicos libaneses.

A partir das 18h, o espaço acolhe a música do DJ convidado para animar a sunset party e celebrar o pôr do sol. Estará sempre no topo para apreciar a cidade e sonhar bem alto.
Ficou convencido(a)? Então suba até ao oitavo andar!

Level eight
Rua Castilho 14C, piso 8 – Avenida da Liberdade
Horário: aberto todos os dias 17h-02h / Preço: 25 euros para uma pessoa

 

JARDIM DOS SENTIDOS

Procura um jardim, alegria e cozinha totalmente vegetariana? Venha até à Praça da Alegria e entre no Jardim dos Sentidos. Um restaurante vegetariano com sala de refeições acolhedora e um jardim com esplanada. A cozinha tem influências aiurvédicas, especiarias e ingredientes típicos da gastronomia oriental. Ao almoço servem buffet à discrição e ao jantar oferece pratos à la carte.

Para começar, experimente beterraba rústica com ervas e nozes; cogumelos recheados com espinafres e mozzarela; raw tartare – courgete com maçã verde, funcho, molho de caju com biscoitos desidratados de linhaça. A seguir prove uma lasanha de 4 queijos; strogonoff de vegetais e frutos secos ou um ratatouille do chefe – estufado de legumes com beringela, pimentos, courgete, tomate e orégãos. E para adoçar, nada melhor que um crumble de maçã e ameixa com gelado de baunilha, tarte de chocolate e alperce ou chamuça de banana com molho de café e sementes de sésamo.
Para além da cozinha deliciosa, o espaço também oferece aulas de ioga, consultas astrológicas, massagens, reflexologia e terapias chinesas. Provoque as suas sensações no Jardim dos Sentidos.

Jardim dos sentidos
Rua Mãe d’Água 3
Horário: segunda-feira à quinta-feira 12h-15h e 19h-22h30, sexta-feira à sábado 12h-15h e 19h-23h
Encerra: domingo / Preço: 35 euros para duas pessoas

 

LOUCOS E SONHADORES

De louco todos temos um pouco. E sonhe, sonhe bem alto. Aqui é possível e vale a pena. O ambiente é preenchido com sonoridadades jazz, blues, soul e bossanova. O espaço é muito acolhedor: três salas de estar e um bar.

Uma aura intelectual, artística e boémia envolve o Loucos e Sonhadores. Vai encontrar inspiração em cada parede. Fotografias, pinturas, esculturas, rádio vintage, garrafas de cerveja e whiskey transformadas em candeeiro, uma máquina registadora antiga e livros, diversos e em abundância.

Ideal tanto para estar sozinho com os seus pensamentos como um grupo de amigos. Pode petiscar guacamole com nachos, bruschettas, prato de paio, presunto e queijo alentejano. Ou optar por saladas, tostas ou hambúrgueres, ou ainda aventurarar-se no Loucos (vegetariano, de galinha ou atum).
Sonhar já é uma certa loucura. Mas aqui tem outro sabor.

Loucos e sonhadores
Rua da Rosa 261
Horário: segunda-feira à quinta-feira 19h-02h, sexta-feira e sábado 19h-03h
Encerra: domingo / Preço: 20 euros para duas pessoas

Ler mais
Recomendadas

Carocha: Afinal, o carro do povo não morreu

Ao fim de oito décadas, o veículo que atravessou diversos momentos históricos chegou ao fim de uma longa estrada. O Carocha foi um símbolo do renascimento económico da Alemanha do pós-guerra e foi um sucesso de vendas nos Estados Unidos. Em Portugal, o espírito continua bem vivo: além de um hino, são vários os clubes e os colecionadores que guardam relgiosamente um modelo que pode valer mais de 100 mil euros.

Ângelo Girão: o comendador que mete medo aos avançados

Meses depois de ser campeão europeu de clubes pelo Sporting, realizou o sonho de tornar Portugal campeão mundial. O fim do jejum que durava desde 2003 deveu-se em grande parte ao guarda-redes de 29 anos que provou, uma vez mais, que não existe ninguém melhor a evitar que os sticks levem a bola para dentro da baliza. Os argentinos, espanhóis e italianos podem confirmá-lo.

Assembleia da República: Maioria absoluta masculina, acima dos 50 e recém-chegada

A XIII Legislatura, que está quase a terminar, não fica só marcada pela “geringonça”. Ao longo dos últimos quatro anos os portugueses foram representados por um Parlamento tão envelhecido quanto inexperiente no desempenho de funções. Aqui está a radiografia dos nossos deputados.
Comentários