NOS ultrapassa MEO nos pacotes de serviços

Segundo dados da Anacom, em número de subscritores de pacotes de telecomunicações, a NOS conquistou a liderança de mercado no primeiro trimestre.

No primeiro trimestre de 2017, a NOS passou à frente da MEO no que diz respeito ao número de subscritores. Segundo dados revelados pela ANACOM, o Grupo NOS está agora na primeira posição com 39,4% de quota de mercado seguido da MEO com 39,2%. Esta é a primeira vez que o grupo NOS ultrapassa a MEO. A Vodafone está na terceira posição com 16,4% de quota de mercado.

Mas a MEO, marca em vias de extinção, continua a ser líder em termos de receitas. No trimestre, a MEO era o principal prestador de serviços em pacote, com uma quota de mercado de cerca de 41,8%, seguindo-se o Grupo NOS (39,9%), a Vodafone (14,2%) e o Grupo Apax (4%).

De acordo com um comunicado da Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom), no final do 1.º trimestre de 2017, 87 em cada 100 famílias dispunham de um pacote de serviços de comunicações eletrónicas. O número de subscritores destas ofertas atingiu 3,55 milhões (mais 35 mil que no trimestre anterior e mais 245 mil face ao trimestre homólogo).

A evolução do número de subscritores de serviços em pacote resultou do aumento dos pacotes 3P (36 mil subscritores ou +2,5% no 1º trimestre) e 5P (+25 mil subscritores ou +1,8% no 1º trimestre). No 1º trimestre, as receitas dos serviços em pacote foram de 440 milhões de euros (+6% em comparação com o mesmo período do ano anterior). A receita média mensal por subscritor foi de 41,57 euros (-1,6% face ao trimestre homólogo do ano anterior).

A fatura média mensal dos agregados familiares com ofertas em pacote foi de 52,85 euros, incluindo IVA (-0,4% face ao trimestre de 2016).
No trimestre em análise, o Grupo NOS registou pela primeira vez a quota subscritores mais elevada (39,4%), seguindo-se a MEO (39,2%), e a Vodafone (16,4%), que foi prestador que mais cresceu durante o 1º trimestre de 2017, disse a Anacom.

Diz ainda a agência sectorial que o Grupo NOS liderava nas modalidades 3P e 4P, enquanto a MEO liderava nas modalidades 2P e 5P, tanto em termos de subscritores como em termos de receitas.

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários