Novabase aumenta resultados líquidos no semestre

O EBITDA foi inferior ao esperado, mas os lucros atingiram os 1,4 milhões. O grupo está empenhado numa transformação estratégica no sentido da promoção da digitalização.

A Novabase atingiu nos seis primeiros meses do exercício um resultado líquido da ordem dos 1,4 milhões de euros, 15% acima do registado em período homólogo do ano anterior – se excluído o impacto do acerto da mais-valia na alienação do negócio da IMS registado no período homólogo do ano passado.

O volume de negócios ficou nos 69,1 milhões de euros, um pouco abaixo dos 72,4 milhões registados nos primeiros seis meses do ano anterior. O EBITDA registou uma redução de 39%, para os 3,3 milhões de euros, o que ficou a dever-se em parte à degradação da rentabilidade sobretudo devido às dificuldades operacionais registadas num dos projetos internacionais do grupo – segundo avança a própria empresa.

Os resultados financeiros ficaram-se por um valor negativo em 900 mil euros, um decréscimo de 700 mil euros face ao homólogo de 2017, sobretudo devido aos ganhos com aplicações financeiras registados nesse ano.

O primeiro semestre deste ano marca “o início de um novo ciclo do grupo, com João Nuno Bento a assumir a presidência da comissão executiva”, sucedendo assim a Luís Paulo Salvado, “numa altura em que a Novabase tenciona desenvolver uma estratégia de transformação, de forma a ser uma forte alavanca à digitalização do negócio dos clientes”, refere fonte oficial do grupo.

Segundo o novo CEO do grupo, “os resultados consolidados do primeiro semestre de 2018 estão em linha com as nossas expectativas no volume de negócios e acima nos resultados líquidos, com o EBITDA inferior ao esperado. A Novabase apresenta um balanço robusto, tendo a geração da cash atingido os 14 milhões de euros nos últimos 12 meses, deduzida a remuneração acionista distribuída no período”.

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários