Novo Banco vende 90% do Banco Internacional de Cabo Verde

O acordo de venda assinado prevê ainda um conjunto de opções de compra e venda, com condições já acordadas, que cobrem os restantes 10% e são exercíveis num prazo de 3 a 4 anos a contar desta data, explica a instituição.

Cristina Bernardo

O Novo Banco acaba de anunciar que venderam 90% do Banco Internacional de Cabo Verde, mas mais uma vez não é revelado o valor do negócio.

“No seguimento do comunicado de 2 de agosto de 2017 (…) o Novo Banco informa que concretizou a venda de 90% do capital social do Banco Internacional de Cabo Verde, à sociedade IIBG Holdings B.S.C., constituída no Reino do Bahrain”, lê-se no comunicado. O Bahrain é um  pequeno país insular do Golfo Pérsico, com fronteiras marítimas com o Irão a nordeste, com o Qatar a leste e com a Arábia Saudita a sudoeste. A sua capital é Manama.

O acordo de venda assinado prevê ainda um conjunto de opções de compra e venda, com condições já acordadas, que cobrem os restantes 10% e são exercíveis num prazo de 3 a 4 anos a contar desta data, explica a instituição.

A conclusão da transação, nos termos e condições agora definidos, “terá um impacto marginalmente positivo no rácio de capital Common Equity Tier 1 do Novo Banco”, o que significa que ficou ligeiramente acima do valor contabilístico líquido de imparidades.

“Esta transação representa mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos do Novo Banco, prosseguindo este a sua estratégia de foco no negócio bancário doméstico e ibérico”, conclui o banco.

Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários