“A ONU não resolve os problemas, mas provoca-os”, diz Trump

O próximo líder dos EUA tem vindo a atacar a ONU, depois da decisão do Conselho de Segurança em censurar os colonatos israelitas na Palestina.

REUTERS/Shannon Stapleton

O futuro presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar a ação das Nações Unidas (ONU), dizendo que a organização de promoção da paz e cooperação internacional “não está à altura” e que em vez de resolver os problemas, “os provoca”.

“Quando é que se viu a ONU a resolver problemas? Não o faz, causa problemas”, afirmou Donald Trump aos jornalistas, à porta de um hotel em Miami, onde está a passar férias.

O magnata nova-iorquino tem vindo a atacar a ONU desde que, na sexta-feira passada, o Conselho de Segurança aprovou uma resolução que condena a política de colonatos israelitas na Palestina.

“As Nações Unidas têm tanto potencial, mas neste momento não passa de um clube para pessoas se juntarem, falarem e passarem um bom bocado. Tão triste!”, escreveu, na altura na sua conta de Twitter.

Donald Trump fez saber ainda que as coisas vão ser “diferentes depois de 20 de Janeiro”, dia em que toma posse como novo inquilino da Casa Branca.

Ler mais
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários