Operação “Punho Cerrado”: Decretada prisão preventiva para dois dos detidos

O Tribunal de Leiria decidiu hoje fixar a medida de coação de prisão preventiva para dois dos detidos no âmbito da operação ‘Punho Cerrado’, levada a efeito na terça-feira, nos distritos de Leiria, Lisboa, Coimbra e Santarém.

Os dois detidos que ficam em prisão preventiva estão indiciados pelos crimes de fraude fiscal qualificada, associação criminosa e exercício ilegal de segurança privada, disse aos jornalistas fonte do Tribunal de Leiria.

A três dos outros indiciados foi decretada a obrigatoriedade de duas apresentações por semana às autoridades policiais. Dois deles são suspeitos dos crimes de associação criminosa e exercício ilegal de segurança privada e um é indiciado de envolvimento em associação criminosa.

Aos restantes cinco detidos, igualmente já ouvidos pelo juiz de instrução, foi fixado Termo de Identidade e Residência.

Os dez detidos, no cumprimento de mandados de detenção fora de flagrante delito, foram ouvidos durante quinta-feira e hoje no Tribunal de Leiria, sob medidas especiais de segurança.

Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários