PCP Madeira alerta para precariedade no emprego

O deputado Ricardo Lume diz que apesar do crescimento económico da Madeira o aumento do emprego está a ser feito através de vínculos precários.

O PCP Madeira prosseguiu esta segunda-feira com a campanha nacional sob o tema ‘Valorizar os Trabalhadores’. Nesta iniciativa o partido alertou que a precariedade laboral é um flagelo que afeta milhares de trabalhadores na Região Autónoma.

“Na Região segundo dados estatísticos publicados recentemente mais de 19 mil trabalhadores têm vínculos precários ou seja 20% dos madeirenses que têm trabalho são precários”, referiu o deputado Ricardo Lume.

Ricardo Lume diz que os vínculos precários afectam principalmente os jovens.

“Em média um trabalhador com vínculo laboral precário recebe menos 30% a 40% de salário que um trabalhador com vínculo efectivo, assim como um trabalhador com contrato a prazo está mais vulnerável a ser confrontado com o desemprego”, explica.

O deputado do PCP Madeira esclarece que no último trimestre de 2017 “mais de 40% das novas inscrições no Instituto de Emprego foram trabalhadores que viram chegar ao fim o seu vínculo laboral não permanente”.

“Os dados que referimos não incluem os trabalhadores que estão a recibos verdes, pois somando esses trabalhadores o cenário é bem mais negro”, alerta Ricardo Lume.

Ricardo Lume diz que apesar do crescimento económico da Madeira o aumento do emprego está a ser feito “através de vínculos precários”.

“Impõe-se que a um posto de trabalho permanente corresponda um contrato de trabalho efectivo”, afirma Ricardo Lume. “Vínculos estáveis significam vida estável mais formação e experiência, assim como garantem uma economia mais avançada e produtiva”, realça.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários