PCP quer médico de família para todas as crianças da Madeira

No projecto de Decreto Legislativo Regional o PCP sugere um levantamento exaustivo das crianças sem médico de família num documento que iria tornar obrigatório que todas as crianças tivessem um médico de família.

O PCP vai levar a discussão na reunião plenária desta terça-feira, na Assembleia Regional, um projecto de Decreto Legislativo Regional, que prevê a existência de um médico de família para todas as crianças da Madeira.

A proposta tem como objectivo acudir “às insuficiências da capacidade de resposta dos cuidados de saúde”, em termos de recursos humanos, que leva a que nem todos os cidadãos estejam coberto de médico de família.

O PCP vai propor que seja realizada um levantamento de todas as crianças que não tenham médico de família.

Outro dos objetivos dos comunistas madeirenses passa por reforçar a “resposta regional aos cuidados primários”, “valorizar o Serviço Regional de Saúde” (SESARAM), e “universalizar o acesso a médico de família”.

Os comunistas madeirenses atribuem as insuficiências de resposta nos cuidados primários aos “fortes constrangimentos orçamentais”, à “redução de serviços de proximidade”, à “carência de profissionais”, e o “desinvestimento na saúde pública”.

O Decreto Legislativo Regional quer instituir que cada criança passe a ter um médico de família.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários