Portugueses são os europeus que passam mais tempo ao sol nas férias. Mas com proteção

Na Europa, os portugueses lideram na exposição solar: 96% afirma deitar-se ao sol durante o verão, dividindo o pódio com os italianos (93%) e com os alemães (89%).

Os portugueses são o povo europeu que mais gosta de estar deitado ao sol durante as férias de verão, com 96% da população a admitir que o faz, revela um novo estudo da eDreams, plataforma eletrónica de viagens, sobre as preocupações e os comportamentos dos portugueses face aos perigos de uma exposição solar excessiva.

Sobre o comportamento dos portugueses nestas matérias, o estudo apurou ainda que, em média, passam 3h28m por dia deitados ao sol quando estão de férias – apenas ultrapassados pelos suecos, com 3h55m. Destaque ainda para o facto de os Millennials (entre os 20 e os 39 anos) constituírem a geração etária que mais usa protetor solar, com 95% dos inquiridos a afirmar que aplica este tipo de produtos, contra 86% da faixa etária entre os 40-49 anos, 69% entre os 50 e os 59 anos e 74% dos inquiridos com mais de 60 anos.

Detalhando a utilização do protetor solar, o estudo indica que 38% dos portugueses inquiridos escolhe proteção 50+, enquanto 34% afirma usar versões com SPF entre 30 e 50. Apenas 3,5% dos inquiridos indicaram não usar qualquer tipo de protetor, com o simples bronzeador a ser o preferido de 2,5%.

Neste campo, os Millennials são a geração com maior percentagem de utilização de protetor, independentemente do grau de proteção, mas acabam também por ser a faixa etária que menos escolhe um fator acima de 50 (33,43%). No caso específico deste índice de proteção, são os portugueses com 60 ou mais anos a preferir os valores mais elevados (43,59%).

Educação e consciencialização

Um dos aspetos aprofundados pelo estudo da eDreams foi o da educação e consciencialização dos portugueses para os perigos da exposição solar excessiva e sem proteção, apelando à sua memória sobre os comportamentos que tinham quando eram crianças e quais os conselhos que recebiam dos adultos. E aqui os Millennials revelam ter aprendido mais com os progenitores do que as anteriores gerações.

Se 88% dos Millennials portugueses afirmaram ter usado protetor solar quando eram adolescentes ou jovens adultos, também 74% dos portugueses com mais de 60 anos usou este tipo de proteção. Neste caso, cerca de 84% dos Millennials portugueses afirmaram que usaram protetor solar com fator 15 ou superior, comparado com 69% dos utilizadores com mais de 60 anos.

O estudo indica ainda que cerca de 64% dos portugueses inquiridos entre os 20 e os 29 anos afirmou que os pais ou progenitores insistiam para que aplicassem protetor com regularidade quando eram crianças, valor que cai quase para metade quando questionados os inquiridos com 50 ou mais anos, em que apenas cerca de 35% admite esse tipo de insistência por parte dos respetivos progenitores.

importa ainda reter que, a grande maioria dos portugueses que participaram no estudo da eDreams (inquérito realizado pela OnePoll para a eDreams entre 19 de março e 17 de abril de 2018, a 1000 portugueses adultos que vão de férias) refere que os progenitores se preocupavam com a proteção contra os raios solares: cerca de 60% diz que se mostravam muito preocupados ou permanentemente preocupados; e 29% sugere que os progenitores mostravam uma preocupação relativa. Apenas 10% dos inquiridos afirmou não ser uma preocupação para os pais a questão da proteção solar.

Ler mais
Recomendadas

Saiba quais as medidas de segurança nos locais destinados à dança

É obrigatório ter serviço de vigilância com recurso a segurança privada, aplicável obrigatoriamente em espaços com lotação igual ou superior a 200 pessoas.

Está à procura de um sítio para ficar estas férias? Deco sugere Eco Hotel

Ao estar a selecionar a opção de ficar num alojamento Ecológico, está também a contribuir para garantir mais sustentabilidade e um meio ambiente muito melhor.
Comentários