Possível anulação de exame preocupa docentes e alunos

Sindicato dos Professores da Madeira diz estar a ser contactado por estudantes apreensivos com eventuais atrasos nas candidaturas à universidade.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

A possível anulação do exame de português do 12.º ano está a gerar apreensão junto do Sindicato de Professores da Madeira (SPM).

De acordo com o coordenador regional do SPM, Francisco Oliveira, a estrutura sindical está a ser contactada por diversos estudantes. Em causa, estão as consequências de uma possível anulação do exame nos processos de candidatura à universidade.

No cerne desta polémica, está uma alegada fuga de informação sobre o conteúdo da prova que terá ocorrido dias antes da sua realização.

O Instituto de Avaliação Educativa abriu um inquérito e pediu ao Ministério Público para averiguar o caso que envolve a gravação de uma jovem a falar sobre a matéria que ia sair no exame. A aluna não se identifica, mas aponta a fonte de informação como sendo alegadamente uma dirigente do sindicato de professores.

Em comunicado, o instituto anunciou que vai remeter para a Inspeção Geral da Educação e Ciência e para o Ministério Público todas as informações de que dispõe sobre o caso para efeitos de averiguação disciplinar e criminal.

Relacionadas

“Se isto não sair, não tenho nada a ver com isto, ok?”: Esta é a ‘áudio-cábula’ do exame de Português B

“É só estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX (…) e uma composição sobre a importância da memória”. Áudio circula nas redes sociais e já está a ser investigada pelo Ministério Público.

Sindicato dos Professores da Madeira espera grande adesão à greve

Presidente do SPM, Francisco Oliveira, está atento à operacionalização dos serviços mínimos na Região.

Decretados serviços mínimos para assegurar exames nacionais durante a greve

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira acredita que vai haver “uma grande greve”, a coincidir com o dia em que há 76 mil alunos inscritos para fazer os exames nacionais.
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários