Presidente do grupo chinês que quer comprar seguros do Montepio e Partex sob investigação

O CEFC está no processo de compra das seguradoras do Montepio e a negociar a compra da Partex, petrolífera detida em 100% pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Ye Jianming, fundador e presidente da CEFC China Energy, que acordou a aquisição da atividade de seguros da Associação Mutualista Montepio Gera e negoceia a compra da Partex – o negócio de petróleo da Fundação Calouste Gulbenkian –, está “sob investigação” das autoridades na China, noticiou a revista chinesa de informação económica Caixin, na edição publicada esta quinta feira.

O acordo para a compra das seguradoras da Associação Mutualista foi assinado a 28 de novembro e prevê que o grupo CEFC passe a deter uma posição maioritária na Montepio Seguros (a holding da Associação Mutualista Montepio Geral que detém as seguradoras do grupo Montepio, a Lusitânia e N Seguros), passando a controlá-la. Está previsto que os chineses vão assumir 60% da holding Montepio Seguros através de um aumento de capital, com a diluição de posição da AMMG, que manterá 40% das ações.

Os valores não foram oficialmente divulgados, mas tal como o Jornal Económico avançou em primeira mão, os chineses prevêem pagar 150 milhões para ficar com 60% da holding, num negócio que avalia os seguros do Montepio em 250 milhões de euros, mais do dobro dos capitais próprios da holding de seguros em 2016, que eram de 116 milhões de euros, segundo as contas individuais da Associação Mutualista.

Como o Jornal Económico noticiou, o Grupo CEFC China Energy entregou, a 15 de Fevereiro, o plano de negócios inerente à proposta de aquisição da maioria da Montepio Seguros que detém a Lusitânia à ASF – Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões. Em comunicado, o grupo reiterou que mantém o interesse no negócio.

Relacionadas

Grupo chinês CEFC entregou plano de negócios da Montepio Seguros ao regulador na quinta feira

Os chineses já entregaram à ASF o plano de negócios para as seguradoras do Montepio, o que inclui a Lusitânia (presidida por Fernando Nogueira) e a N Seguros.

Chineses da CEFC escolhem Portugal para sede na Europa

A China Energy Company Limited que vai ficar com 60% da Montepio Seguros através de um aumento de capital de 150 milhões de euros, quer criar em Portugal a sua sede para a Europa, soube o Jornal Económico.
Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários