Primeiro guia ibérico de investimento imobiliário lançado pela Cushman & Wakefield e Uría Menendez

A Cushman & Wakefield e a Uria Menendez lançaram esta semana o primeiro guia ibérico de investimento imobiliário, tendo sido apresentado a cerca de 200 investidores na sede de Madrid da Uria Menendez e na sede europeia da Cushman & Wakefield em Londres.

O guia fornece informação sobre os mercados imobiliários de Portugal e Espanha, assim como as suas respetivas estruturas legais e fiscais, sendo uma ferramenta fundamental para apoiar as decisões estratégicas dos investidores.

Entre alguns dos pontos importantes do Guia, destaque para o facto das economias portuguesa e espanhola terem vindo a registar uma evolução acima da média europeia, impulsionadas pela combinação de um crescimento sustentado do consumo privado, do turismo e das exportações, bem como por uma correção em baixa do desemprego. Estes indicadores contribuem muito positivamente para os níveis de confiança das empresas, reforçando o desempenho dos mercados ocupacionais de retalho, escritórios e logística.

Também o ambiente de baixas taxas de juro tem favorecido o interesse dos investidores, sendo cada vez mais variadas as origens e perfis de risco dos players interessados em investir no mercado imobiliário ibérico – a procura no mercado de investimento ibérico é hoje gerada não só por capital Europeu, mas também Norte-americano e Asiático.

“Sendo certo que os dois mercados se encontram em fases diferentes do ciclo, ambos oferecem excelentes oportunidades de crescimento de rendas e de valorização de capital. De acordo com o índice MSCI 2016, Espanha e Portugal  encontram-se no Top 4 dos países europeus em termos de desempenho do imobiliário, registando respetivamente uma rentabilidade global de 13% e 12%”, destaca o estudo.

No que se refere ao ambiente politico, os governos de ambos os países reconhecem cada vez mais o impacto positivo do sector imobiliário na economia em geral e têm vindo a estabelecer medidas de incentivo ao setor. Todas estas medidas irão contribuir para uma maior liquidez no mercado ibérico.

Recomendadas

Três Dolce Vita colocados à venda por 15 milhões de euros

Em todos os casos, caso não hajam ofertas superiores ao valor mínimo, serão admitidas propostas mais baixas.

Savills fica responsável pela gestão do edifício Atlas III

Atlas III, em Miraflores, é o mais recente empreendimento sob a gestão da Savills.

Dona da Comporta estuda “projeto estratégico” a preços acessíveis no Parque das Nações

A Vanguard Properties quer construir três prédios no total, com o valor do investimento a rondar os 30 a 35 milhões de euros.
Comentários