Primeiro-ministro de Israel foi hospitalizado

Benjamin Netanyahu foi transportado para um hospital de Jerusalém, com febre alta e tosse, segundo fonte do seu gabinete, referindo que tal se deve a um problema de saúde antigo.

REUTERS/Dan Balilty

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, foi esta terça-feira transportado para o hospital Hadasah Ein Karem, em Jerusalém, com febre alta e tosse, anunciou o seu gabinete, referindo que tal se deve a um problema de saúde anterior.

O seu médico pessoal, Tzvi Berkowitz, referiu que o chefe de Governo, de 68 anos, “não cumpriu o perdido de descanso necessário para recuperar de uma doença que o afetou há duas semanas”, explicando que lhe deu a indicação para realizar exames no hospital.

Benjamin Netanyahu chegou ao hospital no seu carro oficial e não numa ambulância e passará por exames, após os quais se decidirá se vai retornar à sua residência ou se pernoitará no hospital.

Há duas semanas, o chefe do Governo queixou-se de desconforto e, depois de passar por exames médicos, o médico Tzvi Berkowitz diagnosticou-lhe uma inflamação na garganta e febre e prescreveu medicação e repouso.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários