Primeiro observatório português de educação para os media nasce na UMinho

O Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade lança o MILobs, primeiro observatório português do género e um dos primeiros a nível mundial.

“Em tempo de desinformação e de fake news, torna-se necessário e urgente apostar na promoção de competências críticas face aos media e às novas redes e plataformas digitais, quer de leitura informada quer de utilização esclarecida”, justificam os coordenadores do MILobs – Observatório Media, Informação e Literacia.

Coordenado pelos investigadores Manuel Pinto e Sara Pereira, o observatório é o corolário de quase três décadas de trabalho nesta área pela UMinho.

Em comunicado, a Universidade do Minho vinca tratar-se de um serviço à comunidade, sem fins lucrativos, que quer ter “um papel de relevo na vertente documental e informativa ligada à literacia mediática, educação, comunicação e cultura, acompanhando e registando o que vai ocorrendo na investigação, na formação, na produção de recursos, em projetos no terreno e nas políticas deste âmbito em Portugal e no estrangeiro”.

Em paralelo, propõe-se como centro de recursos, rede de projetos nacionais e internacionais e base de lançamento de iniciativas e prestação de serviços, através da consultadoria, da formação de agentes educativos, de projetos de investigação e intervenção próprios ou colaborativos, da produção de materiais e da avaliação de políticas.

A iniciativa recorre em especial às competências do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade e  é realizada em parceria com o Grupo Informal sobre Literacia Mediática, composto pelo Conselho Nacional de Educação, Comissão Nacional da UNESCO, Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação, Direção de Serviços de Política Legislativa para os Media da Presidência do Conselho de Ministros, Entidade Reguladora para a Comunicação Social, Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Rede de Bibliotecas Escolares, RTP, Plano Nacional de Leitura, Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas e pelo próprio Centro.

Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários