Professores em greve durante a semana. Saiba quando e onde fecha a escola do seu filho

A greve, que conta com a adesão de todos os sindicatos de professores, é nacional, mas será concretizada em fases e por regiões. Quando e onde é que a greve dos professores e educadores vai ter lugar.

Até ontem à noite ainda houve reuniões entre os sindicatos e o Ministério da Educação, mas sem êxito. “O ME deu o dito, por não dito e recusa-se a cumprir o acordo que assinou com os sindicatos de professores a 18 de novembro”, informou o SIPE. Nesse acordo, vinca a estrutura liderada por Júlia Azevedo, “a tutela comprometeu-se a reconhecer o tempo de serviço congelado de nove anos, quatro meses e seis dias, para efeitos de progressão na carreira docente. Agora, a proposta apresentada pelo ME é de dois anos, nove meses, e 18 dias, não admitindo qualquer margem para aposentações antecipadas, outro dos pontos que ficou acordado no compromisso assumido com os sindicatos a 18 de novembro de 2017.”

Os professores e educadores vão mesmo paralisar. A greve inicia-se esta terça-feira, 13 de março e prolonga-se até sexta-feira, 16 de março.

A greve, que conta com a adesão de todos os sindicatos de professores, é nacional, mas será concretizada em fases e por regiões. Saiba onde e quando paralisam os professores.

13 de março (terça-feira) – Região da Grande Lisboa, que inclui os distritos de Lisboa, Santarém e Setúbal, e Região Autónoma da Madeira;

14 de março (quarta-feira) – Região Sul, que compreende os distritos de Évora, Portalegre, Beja e Faro.

15 de março (quinta-feira) – Região Centro, que integra Coimbra, Viseu, Aveiro, Leiria, Guarda e Castelo Branco.

16 de março (sexta-feira) – Região Norte, respeita aos distritos de Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança, e Região Autónoma dos Açores.

Quais são os motivos para a convocação da greve?

Os sindicatos justificam a greve com o facto de o Governo continuar a adiar a resolução dos problemas que os afetam. “Passados três meses, em relação ao reposicionamento na carreira a proposta da tutela continua longe de respeitar o princípio da não discriminação dos docentes abrangidos em relação aos seus colegas que ingressaram antes do congelamento”.

Os professores acusam ainda o ministério de Tiago Brandão Rodrigues de não ter apresentado qualquer proposta de trabalho sobre os restantes três problemas que os afetam: recuperação do tempo de serviço, horários de trabalho e aposentação.

Os sindicatos que convocaram a greve são os seguintes: ASPL, FENPROF, FNE, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE, SIPPEB E SPLIU.

Ler mais
Relacionadas

Sindicatos de professores mantêm greve perante desacordo com Governo

Os líderes das duas federações sindicais da educação saíram da reunião de hoje a insistir que a proposta da tutela “é inaceitável” e que justifica a greve entre os dias 13 e 16 de março.
Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários