Projeto SmartAgriFor Norte 2020 quer empresas a beneficiar da inovação das Universidades

Primeiro Open Day decorre a 27 de junho, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. O projeto é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e pelo Programa Operacional Regional Norte 2020.

Capacitar as empresas para uma exploração plena das potencialidades dos setores agroalimentar e florestal é a prioridade do projeto SmartAgriFor Norte 2020. Será através do formato “Open Day” que investigadores de quatro universidades se empenharão na transferência de conhecimento e na aproximação ao tecido empresarial.

Levado a cabo pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto-Douro (UTAD), Universidade do Porto (UP), Universidade do Minho (UM) e pela Universidade Católica Portuguesa (UCP), o projeto SmartAgriFor Norte 2020 vai centrar-se na investigação relacionada com estes dois setores que representam cerca de um quinto de todas as exportações nacionais.

“Um dos grandes objetivos do projeto passa por mapear, identificar e colocar em contacto agentes económicos dos setores agroalimentar e florestal do Norte do País com entidades do Sistema Científico Tecnológico da região Norte, definindo temas científicos de trabalho que permitam acrescentar valor aos produtos regionais”, explica Eduardo Rosa, coordenador do SmartAgriFor Norte 2020, em comunicado.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o setor agroalimentar foi, em 2016, responsável por 11,7% das exportações portuguesas. Por sua vez, o valor combinado das pastas celulósicas, madeiras e cortiças representaram, no mesmo ano, 8% das vendas para o estrangeiro.

No decorrer deste ano, o SmartAgriFor Norte 2020 vai promover uma série de Open Days para discutir temáticas relativas a quatro cadeias de valor: Vinha e Vinho, Olival e Azeite, Frutas e Legumes e Florestas. O primeiro acontece já na próxima terça-feira, dia 27, para debater problemáticas, apontar soluções, estratégias e tendências que poderão potenciar a fileira da vinha e do vinho. O evento terá lugar no Auditório B0.01 do edifício dos Blocos Laboratoriais da UTAD.

Alterações climáticas e medidas de adaptação, gestão do estado hídrico da videira e qualidade da uva, novas tecnologias e processos na gestão da vinha, inovação e criação de valor a partir dos coprodutos da vinha e do vinho são alguns dos assuntos a serem discutidos.

 

Ler mais
Recomendadas

Governo abre 85 vagas para estágios profissionais destinadas a jovens até 29 anos

Estas vagas destinam-se aos chamados jovens “nem-nem” (nem estudam, nem trabalham). As candidaturas estão abertas até às 18h00 do dia 30 de setembro.

Oito portugueses entre os vencedores do maior programa universitário de inovação digital da Europa

O European Innovation Academy é o maior programa universitário de aceleração em Inovação Digital da Europa. A terceira edição realizou-se entre os dias 14 de julho e 2 de agosto. Há oito portugueses entre os vencedores, com projetos que vão desde apoio a invisuais e a crianças com doenças crónicas até bicicletas com airbaigs.

Martin Kern: “Uma economia não se mede apenas pelo número de unicórnios”

Em entrevista ao Jornal Económico, o diretor do Instituto Europeu da Inovação e da Tecnologia refere que o aumento orçamental proposto pela Comissão Europeia para os próximos anos pode beneficiar as startups e as atividades de investigação em Portugal.
Comentários