PS mostra preocupação com turismo e acusa Governo Regional de não ter acautelado falência das companhias aéreas

Os socialistas madeirenses mostram preocupação com as quebras no mercado da Grã-Bretanha e Alemanha e com a descida da estadia média e pedem ao Governo Regional que implementem medidas de fundo.

O PS Madeira mostrou-se preocupado com os últimos dados do turismo para a Região Autónoma. Os socialistas madeirenses dizem que o executivo não acautelou a falência das companhias áreas, como a Air Berlin e a Monarch, e ainda a desvalorização da libra e o Brexit.

Os socialistas madeirenses dizem não perceber como o Governo Regional se mostra surpreendido com as quebras verificar nos mercados da Alemanha e da Grã-Bretanha, em janeiro, quando isso já tinha acontecido em dezembro.

“O mercado alemão e britânico representam metade das dormidas na Madeira”, afirma o PS.

O PS Madeira diz ser impossível compensar as quebras verificadas na Alemanha e no Reino Unido e acusa o presidente do executivo madeirense, Miguel Albuquerque, de mentir quando refere que se compensou estas quedas com o mercado nacional e francês.

“O mercado nacional e francês representam 11,5% e 4,5% das dormidas na Região”, destacam os socialistas madeirenses.

O partido, presidido por Emanuel Câmara, diz “algo de estruturante” está a acontecer que não passa apenas pela questão das companhias aéreas.

O PS Madeira pede ao executivo que aplique “medidas de fundo” de forma a acautelar o curto e médio prazo. O partido diz que a Região Autónoma é a única em contraciclo ao apresentar quebras homólogas no número de dormidas enquanto o país cresce neste parâmetro.

Os socialistas madeirenses mostrou ainda preocupação com a diminuição que se verificou na estadia média na Madeira.

“A questão da redução da estadia média é alarmante, pois basicamente significa que a região necessita de mais turistas para compensar a redução na estadia, com os custos associados na promoção”, diz o PS. “Tendo em conta os constrangimentos no aeroporto, que condicionam cada vez mais o setor, esta variável torna-se ainda mais relevante”, acrescentam.

O PS Madeira pede ao executivo promoção no exterior, que aumente e melhore os eventos turísticos e culturais na Região. Os socialistas alertam o Governo Regional para as queixas que têm existido relativas à “falta de manutenção dos trilhos, da falta de sinalética, e falta de segurança”.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários