PSI 20 acompanha Europa em alta. Títulos do Grupo EDP impulsionam praça nacional

O principal índice bolsista português soma 0,46%, para 4.855,54 pontos.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,46%, para 4.855,54 pontos, em linha com as principais congéneres europeias esta quarta-feira, 7 de agosto. Em Lisboa, doze empresas cotadas valorizam, cinco apresentam perdas e uma empresa cotada negoceia inalterada.

Os títulos do grupo EDP destacam-se entre os investidores. A empresa liderada por António Mexia soma 1,19%, para 3,31 euros. A entidade reguladora do setor elétrico brasileiro, a ANEEL, anunciou a aprovação da oitava revisão tarifaria periódica da EDP Espírito Santo, subsidiária da EDP Brasil, empresa detida pela EDP em 51%.

Já a EDP Renováveis soma 1,18%, para 13,09 euros. A empresa liderada por João Manso Neto informou o mercado que chegou a acordo para um contrato CAE (aquisição de energia) a vinte anos com a San Jose Clean Energy, para a venda de 100 MW de energia solar e 10MW de armazenamento de energia relativos ao Sonrisa Solar Park. Na sequência deste acordo, a EDPR já assegurou 1,8 GW de contratos a longo prazo nos EUA para projetos a serem instalados até 2022.

Ainda no setor energético, os títulos da REN avançam 0,41%, para 2,47 euros, e a Galp Energia soma 0,04%, para 13,09 euros.

Os títulos do BCP (0,18%), da Jerónimo Martins (0,64%) e da Pharol (2,51%) também impulsionam o PSI 20.

Entre os principais mercados europeus, o tema central para os investidores continua a ser a depreciação da divisa chinesa, o yuan. Esta quarta-feira, o Banco Central da China fixou a sua moeda num valor ligeiramente mais baixo do que o esperado (6,9996 yuan face ao dólar). A escalada do conflito comercial entre China e EUA continua. Ainda assim os principais índices europeus negoceiam em alta.

Ler mais

Recomendadas

Abrandamento da economia poderá ser entrave para Moody’s igualar as pares na avaliação de Portugal

A Moody’s tem agendada uma avaliação à notação da dívida soberana portuguesa esta sexta-feira. A agência poderá querer alinhar-se com a S&P e a Fitch através de uma subida de um grau para ‘Baa2’, mas as incertezas que estão a esfriar o crescimento da economia global poderão ser motivo para manter o ‘status quo’.

Acalmia cambial trouxe bons resultados em Wall Street

O índice tecnológico S&P, .SPL.RCT, que inclui empresas que têm uma maior exposição ao mercado chinês e estiveram no centro das vendas registadas na segunda-feira, foi aquele que mais valorizou nesta sessão, com um crescimento de 1,61%.

Galp e Pharol arrastam PSI 20 no ‘vermelho’ no fecho da sessão

Praça lisboeta encerrou a sessão desta terça-feira com uma queda de 0,37% para 4.833,38 pontos, seguindo a tendência das suas congéneres europeias.
Comentários