PSI 20 contraria angústia da maioria da Europa. ‘Telecoms’ brilham

A bolsa de Lisboa está no ‘verde’, com um ganho de 0,26%. Após ter registado máximos, a EDP Renováveis está a corrigir, em contraciclo, e perde 0,11%.

A bolsa de Lisboa está a negociar em terreno positivo, na sessão desta manhã de quarta-feira, dia 4 de julho. O principal índice bolsista nacional, PSI 20, sobe 0,26%, para 5.502,06 pontos, contrariando uma Europa onde a maioria dos principais mercados seguem em queda.

O PSI 20 está a beneficiar da subida dos títulos do BCP (+0,47%, para 0,2546 euros) e dos ganhos no setor da energia e das telecomunicações. A NOS avança 0,21%, para 4,6860 euros, ajudando o índice STOXX Europe 600 Telecommunications a valorizar 1,41%.

Já a Galp Energia aprecia 1,19%, para 16,6500 euros, depois de ter anunciado, antes da abertura do mercado, que prepara o reforço da sua posição na exploração de petróleo no Brasil, com a compra de uma participação adicional de 3% na licença BM-S-8, na bacia de Santos, nesse país sul-americano. Na energia, sobressaem também os ganhos da REN (+0,74%) e da EDP – Energias de Portugal (+0,73%, para 3,4450 euros).

As ações da EDP Renováveis negociaram ontem ao início da tarde no máximo de sempre, de 8,995 euros. A energética liderada por João Manso Neto fechou quatro contratos de venda da energia a 15 anos (produzida em dois parques eólicos com capacidade total de 405 megawatts e superou as metas definidas para 2020.

Os analistas do banco de investimento Caixa BI consideram o acordo positivo. “A grande visibilidade dos objetivos de crescimento da EDP Renováveis sempre foi um dos fatores mais importantes na estratégia desenvolvida”, argumentam, no research enviado esta manhã às redações.

A ‘verde’ estão ainda: a Sonae (+0,50%), a Jerónimo Martins (+1,00%) e os CTT – Correios de Portugal (+1,49%).

Em contraciclo com o índice nacional, em terreno negativo: a Mota-Engil (-0,18%), a Pharol (-0,48%), a Ibersol (-0,83%), a Semapa (-1,98%) e a Altri (-1,52%).

“O que realmente importa é que na sexta-feira entra em vigor parte das tarifas impostas pelos Estados Unidos da América contra a China, na ordem dos 34 mil milhões de dólares, e que há uma segunda ‘leva’ de até 100 mil milhões de dólares adicionais. Com este assunto sobre a mesa, e com Nova Iorque fechado hoje, os investidores têm poucos motivos para estar entusiasmados”, referem, por sua vez, os peritos do Bankinter, numa nota de informação ao mercado.

Na Europa, maioritariamente a ‘vermelho’, o alemão DAX perde 0,13%, o britânico FTSE 100 deprecia 0,10%, o holandês AEX desvaloriza 0,09% e o italiano FTSE MIB desce também 0,09%. Por outro lado, o francês CAC 40 sobe 0,10% e o espanhol IBEX 35 avança 0,56%. A bolsa de Paris e a de Madrid estão a ser também impulsionadas pelas operadoras de telecomunicações, uma vez que tanto a francesa Orange (+1,70%) como as espanholas Media Set (+1,82%) e Telefonica (+2,27%) sobem.

No mercado petrolífero, o Brent continua a subir, tal como ontem, e ganha 0,10%, para os 77,84 dólares por barril, enquanto o crude WTI desvaloriza 0,23%, para os 73,97 dólares. Quanto ao mercado cambial, o euro recua 0,16% face ao dólar, para 1,1639 dólares, enquanto a libra soma 0,08%, para 1,306 dólares.

Ler mais

Relacionadas

PSI 20 está ‘flat’ no início de sessão

A bolsa de Lisboa iniciou a sessão desta quarta-feira ‘flat’. O principal índice bolsista nacional, PSI 20, soma 0,03%, para 5.49,37 pontos. O destaque na abertura da sessão bolsista de hoje é a Jerónimo Martins, que interrompe um ciclo de quatro sessões consecutivas a registar perdas. A cotada soma 1%, para os 12,08 euros. De […]

Galp prepara reforço da posição na exploração de petróleo no Brasil

O montante da compra adicional de 3% da licença BM-S-8, na bacia de Santos, é de cerca 97,6 milhões de euros, “em linha com a aquisição pela Petrogal Brasil de uma participação de 3%, anunciada em outubro de 2017”, de acordo com a energética.

Barómetro dos mercados a meio da semana

Os mercados acionistas respiraram de alívio após o dissipar da possibilidade de um colapso da coligação governamental liderada por Angela Merkel. Em Lisboa, os destaques no PSI 20 foram a EDP Renováveis, que quebrou máximos históricos, e a Galp, que acompanhou a subida do preço do petróleo.

Wall Street fecha com perdas ligeiras na véspera do feriado de 4 de julho

O mercado acionista norte-americano esteve aberto apenas durante meia sessão, no dia que antecede as celebrações do 4 de julho, Dia da Independência nos Estados Unidos.
Recomendadas

PSI 20 acompanha Europa em alta. Títulos do Grupo EDP impulsionam praça nacional

O principal índice bolsista português soma 0,46%, para 4.855,54 pontos.

Abrandamento da economia poderá ser entrave para Moody’s igualar as pares na avaliação de Portugal

A Moody’s tem agendada uma avaliação à notação da dívida soberana portuguesa esta sexta-feira. A agência poderá querer alinhar-se com a S&P e a Fitch através de uma subida de um grau para ‘Baa2’, mas as incertezas que estão a esfriar o crescimento da economia global poderão ser motivo para manter o ‘status quo’.

Acalmia cambial trouxe bons resultados em Wall Street

O índice tecnológico S&P, .SPL.RCT, que inclui empresas que têm uma maior exposição ao mercado chinês e estiveram no centro das vendas registadas na segunda-feira, foi aquele que mais valorizou nesta sessão, com um crescimento de 1,61%.
Comentários