PSI20 em alta puxado pela banca e Galp

O principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20, segue a valorizar 0,31%, acompanhando a tendência da restante Europa, com as ações da banca e da Galp a apresentarem acentuadas valorizações. Os investidores estão, esta manhã, de olhos postos no setor bancário, um dia depois da divulgação dos resultados dos testes de stress à banca […]

O principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20, segue a valorizar 0,31%, acompanhando a tendência da restante Europa, com as ações da banca e da Galp a apresentarem acentuadas valorizações.

Os investidores estão, esta manhã, de olhos postos no setor bancário, um dia depois da divulgação dos resultados dos testes de stress à banca europeia.

Em Portugal, o Banco Comercial Português (BCP) foi o único dos três bancos portugueses que chumbou no cenário mais adverso dos testes de stress conduzidos pelas autoridades europeias, enquanto a CGD e o Banco BPI passaram no exame.

O PSI20 segue a negociar nos 5.186,78 pontos, com 15 dos 18 títulos que o compõem a negociarem positivos, dois inalterados (a Teixeira Duarte e a Mota Engil) e apenas um negativo

A liderar os ganhos seguiam o BPI e a Galp Energia, que avançavam 3,99% e 3,04%, para 1,61 e 11,70 euros.

A petrolífera anunciou hoje que o seu lucro aumentou 8% nos nove primeiros meses do ano, face ao mesmo período do ano passado, graças sobretudo ao reforço da produção no Brasil.

Em comunicado divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Galp refere ter obtido, o período de janeiro a setembro, um resultado líquido de 236 milhões de euros, mais 18 milhões do que no mesmo período de 2013.

Na restante banca, as ações do Banif valorizam 1,47%, para 0,01 euros, e as do BCP subem 0,85%, para 0,95 euros, depois de terem iniciado a negociação a valorizarem cerca de 4%.

Do lado das perdas segue isolada a REN, com as ações a desvalorizarem 0,49%, para 2,44 euros.

OJE/Lusa

Ler mais

Recomendadas

PSI 20 acompanha Europa em alta. Títulos do Grupo EDP impulsionam praça nacional

O principal índice bolsista português soma 0,46%, para 4.855,54 pontos.

Abrandamento da economia poderá ser entrave para Moody’s igualar as pares na avaliação de Portugal

A Moody’s tem agendada uma avaliação à notação da dívida soberana portuguesa esta sexta-feira. A agência poderá querer alinhar-se com a S&P e a Fitch através de uma subida de um grau para ‘Baa2’, mas as incertezas que estão a esfriar o crescimento da economia global poderão ser motivo para manter o ‘status quo’.

Acalmia cambial trouxe bons resultados em Wall Street

O índice tecnológico S&P, .SPL.RCT, que inclui empresas que têm uma maior exposição ao mercado chinês e estiveram no centro das vendas registadas na segunda-feira, foi aquele que mais valorizou nesta sessão, com um crescimento de 1,61%.