Putin: “A energia eólica é boa, mas alguém se lembra dos pássaros?”

Vladimir Putin deixou a pergunta no ar durante uma conferência realizada na região mais poluída da Rússia. Aos líderes presentes na sala, o chefe do Executivo questionou-se sobre o impacto que as turbinas eólicas têm nos pássaros e nas minhocas.

Vladimir Putin

Vladimir Putin, líder do maior exportador mundial de petróleo e gás, fez um apelo sobre o impacto que a energia renovável tem sobre o mundo, durante uma conferência realizada na Rússia esta semana.

“Todos sabem que, na verdade, a produção de energia eólica é boa, mas alguém se lembra dos pássaros? Quantos pássaros morrem? ”, perguntou Putin aos líderes mundiais presentes na conferência que decorre até dia 11 de julho, na Rússia.

As turbinas eólicas “tremem tanto que as minhocas fogem do solo”, referiu ele na cidade industrial de Ecaterimburgo, localizada em Sverdlovsk, a região mais poluída daquele país.  “Será confortável para as pessoas viverem no planeta com uma fila de turbinas eólicas e cobertas com várias camadas de baterias solares?”.

Para a Rússia, um dos três maiores produtores de petróleo e segundo maior fornecedor de gás do mundo, a mudança de energia verde tem sido, até o momento, mínima. A produção de petróleo e gás continua a ser uma indústria-chave, respondendo por cerca de 40% das receitas do Estado. As empresas recusam desenvolver projetos de energia renovável, pois ainda desfrutam de um dos menores custos de produção do mundo.

Putin e o governo russo, no passado, recorreram a argumentos ambientais para conduzir a sua própria agenda. Em 2006, o Ministério de Recursos Naturais ameaçou interromper um projeto de gás natural liquefeito de Sakhalin no Extremo Oriente do país, visando proteger as baleias e os salmões, depois da Gazprom (maior exportadora de gás natural do mundo) negociar a sua entrada no acordo. Quando a empresa ganhou o controlo, um acordo foi alcançado.

Mais recentemente Putin alertou que os Estados Unidos estão a usar a maneira “mais prejudicial para o meio ambiente” para produzir petróleo.

Os produtores de combustíveis fósseis estão a tentar encontrar um lugar no mundo onde usa cada vez mais se usa energia limpa. A Arábia Saudita, que abriga algumas das maiores reservas de petróleo do mundo, pretende construir uma fazenda solar, um investimento de 200 mil milhões de dólares, conta a Bloomberg.

Para a Rússia, um dos três maiores produtores de petróleo e segundo maior fornecedor de gás do mundo, a mudança de energia verde tem sido, até o momento, mínima. A produção de petróleo e gás continua a ser uma indústria-chave, respondendo por cerca de 40% das receitas do Estado. As empresas recusam desenvolver projetos de energia renovável, pois ainda desfrutam de um dos menores custos de produção do mundo.

Ler mais
Recomendadas

teste5

teste5

Invasão dos oceanos pelos plásticos ameaça estas cinco espécies

De caranguejos a baleias, bactérias a seres humanos, o plástico nos oceanos está a prejudicar toda a vida da cadeia alimentar. Estas são as principais vítimas.

Especialistas deixam alerta: escassez de água já afeta um quarto da população mundial

Nos 17 países que enfrentam uma escassez de água extremamente alta, os especialistas constataram que a agricultura, a indústria e os municípios estavam a utilizar até 80% das águas superficiais e subterrâneas disponíveis num ano médio.
Comentários