Quase 11% dos portugueses encontra emprego secundário via plataformas online, diz estudo da UE

O Reino Unido lidera o ranking com 12%, enquanto a Espanha surge em segundo lugar com 11%, A média europeia ronda os 9,6%.

Portugal é um dos países na Europa com o maior uso de plataformas digitais, como a Uber, Cabify, ou Booking, para obter um segundo emprego, normalmente a tempo parcial. Os dados são revelados num estudo Joint Research Centre (JRC) da Comissão Europeia, no qual se verifica que um em cada dez adultos, com idades entre os 16 e 74 anos, de vários países da União Europeia (UE), já utilizou plataformas online pelo menos uma vez para esse efeito.

Para a maioria essas plataformas continuam a ser apenas fonte esporádica de rendimento secundário, e só 2% da população adulta trabalha mais de 20 horas por semana, ou ganha pelo menos metade do seu rendimento através de plataformas de trabalho online.

O Reino Unido lidera o ranking com 12%, enquanto a Espanha surge em segundo lugar com 11% e Portugal em terceiro com 10,6%. A média europeia ronda os 9,6%.

Em sentido inverso estão a Finlândia (0,6%), a Roménia (0,8%) e a Eslováquia (0,9%) com os valores mais baixos. O estudo foi realizado na segunda metade de junho de 2017, com uma amostra final de quase 33 mil (cerca de 2.300 por país) em 14 Estados-membros da União Europeia.

Recomendadas

Saiba quais as medidas de segurança nos locais destinados à dança

É obrigatório ter serviço de vigilância com recurso a segurança privada, aplicável obrigatoriamente em espaços com lotação igual ou superior a 200 pessoas.

Está à procura de um sítio para ficar estas férias? Deco sugere Eco Hotel

Ao estar a selecionar a opção de ficar num alojamento Ecológico, está também a contribuir para garantir mais sustentabilidade e um meio ambiente muito melhor.
Comentários