Receitas fiscais e contribuições sociais em queda na Madeira, ISP no valor mais elevado dos últimos sete anos

A quebra nas receitas fiscais e nas contribuições sociais chegou aos 10,4%. O IRS, IRC e IVA registaram quebras.

As receitas fiscais e as contribuições sociais tiveram uma quebra de 10,4% na Madeira em 2017, para os 824 milhões de euros, dizem os dados da Direcção Regional de Estatística (DREM). A receita angariada pela Região através do Imposto sobre Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP) está no valor mais elevado dos últimos sete anos, acrescenta o mesmo organismo.

O IRC segui a tendência de descida com uma quebra de 1% para os 219,4 milhões de euros em comparação com o período homólogo, e teve um peso de 72,9% do total dos impostos directos da Administração Regional.

Na mesma trajectória seguiu o IRC com uma descida assinalável de 54,9%, para os 77 milhões de euros, sublinha a DREM. O IVA gerou uma receita de 374 milhões de euros e também decresceu 2,3% apesar do peso de 71,5% dos impostos indirectos cobrados pela Madeira.

De assinalar a subida de 2,6% na receita obtido pela Madeira no ISP. Esta rubrica gerou 63,1 milhões de euros para a região sendo o valor mais elevado dos últimos sete anos.

 

Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários