Recibos verdes: Finanças notificam trabalhadores que não pagam IRS

A partir dos 10 mil euros de rendimentos, trabalhadores são obrigados a fazer retenção na fonte de IRS. Finanças estão a notificar incumpridores e o próximo passo podem ser multas.

Mais de sete mil trabalhadores já foram notificados pelas finanças por passarem recibos verdes e não estarem a fazer retenção na fonte de IRS. O problema acontece quando o limite de 10 mil euros de rendimento é ultrapassado e os trabalhadores têm de começar a fazer retenção na fonte. Há milhares de pessoas nesta situação ainda por notificar.

A Autoridade Tributária (AT) já enviou avisos por e-mail a 7167 pessoas, mas apenas 30% regularizam a situação, noticia esta quinta-feira o Jornal de Notícias. De acordo com as regras do IRS, um trabalhador independente está isento de fazer retenção na fonte se o rendimento não ultrapassar os 10 mil euros anuais.

A partir do momento em que os recibos passados atinjam o patamar, o trabalhador passa a estar obrigado a fazer descontos no mês imediatamente a seguir. No entanto, o tema não é simples e a Ordem dos Contabilistas Certificados acredita que o não cumprimento das regras pode estar relacionado com a não compreensão das mesmas.

“É uma dúvida muito recorrente e uma questão problemática porque normalmente surge associada a algum tipo de incumprimento”, explicou a consultora da ordem, Paula Franco, ao JN.

Estes avisos são ainda uma ação preliminar que visa a regularização voluntária da questão. Quem continuar em situação irregular, pode ser obrigado a pagar entre multas entre os 15 e os 50% do imposto, para além do valor em falta.

Relacionadas

Estado arrecada mais 516,4 milhões de euros em impostos até novembro

Estado arrecadou mais de 35.700 milhões de euros em impostos até novembro, um aumento de 516,4 milhões de euros face ao mesmo período de 2015, resultado do aumento da receita com impostos indiretos, segundo a DGO.

Salários: quatro milhões de euros em atraso

Autoridade para as Condições do Trabalho apura valor de salários em atraso que ainda foram pagos a trabalhadores.

Aumento do subsídio de refeição vai pagar IRS

Orçamento de Estado para 2017 define dois aumentos no subsídio de alimentação para os funcionários públicos, mas o valor não é líquido.
Recomendadas

Governo afirma que atribuição de pensões vai ser mais rápida

No ano passado, a Segurança Social processou 50 milhões de pensões e prestações sociais. Cláudia Joaquim refere que a teve ‘luz verde’ a legislação para evitar que, quem fica à espera da pensão durante vários meses e depois recebe todos os montantes em atraso de uma só vez, seja penalizado em sede de IRS.

Nova gama de NIF iniciada por 3 já começou a ser atribuída

Desde esta quinta-feira, os novos NIF para cidadãos nacionais ou estrangeiros já têm um novo primeiro dígito: começa por 3 a sequência de nove números, obrigando à adaptação dos sistemas informáticos por parte de todas as entidades que utilizem o NIF. É o caso de comerciantes, bancos, empresas, contabilistas, entre outros.

Salários de trabalhadores de topo continuam a subir vincado desigualdade salarial

O relatório da Organização Mundial de Trabalho verificou que os rendimentos de 60% da classe média diminuiu entre 2004 e 2017, de 44,8% para 43%, enquanto o dos mais ricos aumentou de 51,3% para 53,5%.
Comentários