Refinação de petróleo da Pemex no valor mais baixo dos últimos 25 anos

Entre janeiro e maio, a atividade refinadora do gigante mexicano caiu 31%, com a Pemex a produzir menos 298.975 barris diários.

Os seis complexos de refinação da empresa estatal Petróleos Mexicanos (Pemex) estão no nível mais baixo de processamento dos últimos 25 anos. Entre janeiro e maio deste ano, processaram, em média, somente 648.099 barris por dia. 

O El economista avança que nos primeiros cinco meses, a queda da atividade refinadora do gigante mexicano foi de 31%, com a Pemex a produzir menos 298.975 barris diários do que no período homólogo do ano anterior. Isto significa que o sistema de refinação mexicano está a operar apenas em 40% da sua capacidade.

Em 2017, pela primeira nos últimos 25 anos, a produção mexicana de petróleo ficou abaixo do milhão de barris diários. A Pemex encerrou o ano com uma produção média de 817.800 barris diários processados, um desempenho justificado pela estatal devido à ocorrência de fenómenos naturais que danificaram algumas refinarias, como Salina Cruz, ou paragens programadas para manutenção nas refinarias de Madero e Minatitlán, que em alguns meses de 2017 reportaram mesmo uma produção nula.

 

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários