Região 12 e o horizonte 2020

Foi com um imenso regozijo que os habitantes da Região 12, conhecida na antiguidade por Portugal, receberam no passado domingo, dia 26 de Outubro, as mais recentes notícias acerca do estado de saúde do seu suserano. Após ter sido submetido à mais avançada bateria de testes de stresse conhecida na nova era moderna, o líder […]

Foi com um imenso regozijo que os habitantes da Região 12, conhecida na antiguidade por Portugal, receberam no passado domingo, dia 26 de Outubro, as mais recentes notícias acerca do estado de saúde do seu suserano. Após ter sido submetido à mais avançada bateria de testes de stresse conhecida na nova era moderna, o líder incontestado do mundo ocidental e ocidentalizado demonstrou – mais uma vez – estar em plena forma física e mental. A boa nova chegou aos súbditos de todas as regiões da antiga Europa através da palavra do arauto Vitor, conhecido pelas suas enormes capacidades de adivinhação e de premonição, demonstradas ao longo de mais de vinte anos ao serviço do nosso suserano.

 
Jornalistas e comentadores apressaram-se em direção aos Templos da Verdade da nova era moderna, sustentados pelas receitas de publicidade oriundas das principais entidades corporativas do atual sistema, para prestar homenagem ao estado de saúde do nosso líder, afirmando e reafirmando que, ao contrário de testes anteriores que deram como saudáveis partes do corpo do nosso suserano um pouco mais fragilizadas, desta vez a análise tinha sido mesmo a sério.

 

Certo era, que telespetadores menos informados pudessem estar a colocar em causa os resultados apresentados, dado que no passado recente o mesmo tipo de testes garantira por exemplo a saúde de instituições financeiras como o Dexia ou o BES. Mas após as explicações exaustivas dadas na própria noite de Domingo, ficaria absolutamente claro que qualquer dúvida resultava do mesmo tipo de distúrbio antissocial, que alguns telespetadores apresentaram aquando das confusões entre o Grupo e o Banco Espírito Santo, ou da má vontade demonstrada quando afirmavam que o povo da Região 12 acabaria por pagar parte da fatura do já resolvido e esquecido caso BES.

 
O Banco Central Europeu e os seus senhores da guerra moderna garantiram assim a manutenção do saudável e justo equilíbrio entre credores e devedores, assegurando a continuação da irrigação sanguínea por todo o corpo das 22 regiões analisadas, garantindo igualmente que sempre que esta estiver potencialmente em risco, intervirão de forma rápida e assertiva através de programas de asset-backed securities ou covered bond purchase, que segundo os mais valorosos economistas e financeiros da nossa praça serão iniciativas que relançarão o novo ciclo de crescimento económico de todas as regiões, inundando os seus mercados financeiros e de crédito de volumes consideráveis de novas dívidas.

 
Entretanto, o futuro novo representante da Região 12, já veio garantir ao suserano que nada fará para colocar em causa o seu atual sistema, abstendo-se de carregar em qualquer botão potencialmente danoso aos interesses vigentes, e limitando-se à “gestão” corrente dos mesmos. Para os menos informados, trata-se apenas de uma garantia proforma para obter a anuência do suserano em como um determinado candidato é digno de representar uma região. Que neste caso é totalmente redundante, dadas as valorosas provas que este novo representante já nos deu no passado que nada faria para colocar em causa os mencionados interesses.

 
Por fim, esperam-se nos próximos meses milhares de peregrinações cibernéticas a Frankfurt, Bruxelas e Estrasburgo, realizadas pelas Regiões, Sub-regiões (antigas Câmaras Municipais), micro, pequenas e médias empresas, fundações, universidades, associações, misericórdias, entre tantas outras entidades, para prestar homenagem ao suserano, conseguindo dessa forma as benesses financeiras e económicas que garantirão a sua sobrevivência em mais um ciclo de prosperidade e de crescimento, rumo ao prometido e ambicionado horizonte 2020.

 
Nota final de um ingrato súbdito que não fez o seu trabalho de casa: para se ter uma mínima noção da dimensão do instrumento de propaganda de que se trataram estes testes de stresse, cujos resultados foram divulgados no passado domingo, o Banco Espírito Santo necessitou de uma só vez na sua última recapitalização de cerca de 5 mil milhões de euros, ou seja, de um valor representativo de mais de 50% das necessidades de 9,52 mil milhões de euros de financiamento adicional identificadas pelo BCE, no cenário mais adverso, ao nível de todas as 130 entidades financeiras analisadas.

 

João Gil Pedreira
Partner da Bridges Advisors

Recomendadas

teste

O Lorem Ipsum é um texto modelo da indústria tipográfica e de impressão. O Lorem Ipsum tem vindo a ser o texto padrão usado por estas indústrias desde o ano de 1500, quando uma misturou os caracteres de um texto para criar um espécime de livro. Este texto não só sobreviveu 5 séculos, mas também o salto para a tipografia electrónica, mantendo-se essencialmente inalterada. Foi popularizada nos anos 60 com a disponibilização das folhas de Letraset, que continham passagens com Lorem Ipsum, e mais recentemente com os programas de publicação como o Aldus PageMaker que incluem versões do Lorem Ipsum.

RIO é Mau, Vote no RIO!

O que ninguém imaginava, nem os mais descrentes,  é que o consulado -Rio seria “isto”. Uma guerra civil permanente, com o grupo parlamentar, com as concelhias, mas também com os “seus”, a própria direção e secretariado-geral, com inúmeras demissões e afastamentos.