Remessas dos emigrantes subiram 3% para 272 milhões em janeiro

De acordo com os dados do Banco de Portugal, hoje disponibilizados, as verbas enviadas para Portugal pelos portugueses a trabalhar no estrangeiro passaram de 264 milhões, em janeiro de 2017, para 271,9 milhões de euros no primeiro mês deste ano, o que representa uma subida de 3%.

 As remessas dos emigrantes subiram 3% em janeiro face ao primeiro mês do ano passado, para 272 milhões de euros, enquanto as verbas enviadas pelos trabalhadores estrangeiros em Portugal aumentaram 2,3%, para 45,7 milhões.

De acordo com os dados do Banco de Portugal, hoje disponibilizados, as verbas enviadas para Portugal pelos portugueses a trabalhar no estrangeiro passaram de 264 milhões, em janeiro de 2017, para 271,9 milhões de euros no primeiro mês deste ano, o que representa uma subida de 3%.

Em sentido inverso, as verbas enviadas para os seus países de origem pelos estrangeiros a trabalhar em Portugal passaram de 44,7 milhões de euros em janeiro de 2017 para 45,7 milhões de euros em janeiro deste ano, um aumento de 2,3%.

Os dados do Banco de Portugal mostram ainda que, como habitualmente, a França foi o maior mercado emissor de remessas para Portugal, com os portugueses emigrados a enviarem 81 milhões de euros, o que representa uma subida de 11,4% face aos 72,6 milhões enviados em janeiro de 2017.

Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários