REN aliena negócio de GPL

A empresa liderada por Rodrigo Costa celebrou um contrato para vender o negócio de gás de petróleo liquefeito à Energyco.

Em comunicado, a REN informou o mercado que a sua subsidiária REN Portgás Distribuição,  celebrou um contrato através do qual alienou as ações representativas da totalidade do capital social da REN Portgás GPL à Energyco II.

Não foram divulgados valores para a transação mas os analistas do Caixa BI admitem que não sejam valores significativos.

A REN tem como estratégia focar-se em negócios regulados e nesse sentido decidiu alienar o negócio de gás de petróleo liquefeito (GPL) que adquiriu aquando da aquisição da EDP Gás em 2017.

A Portgás Distribuição é a segunda maior distribuidora de gás natural em Portugal com uma base de ativos regulados (RAB) de 452 milhões e foi adquirida pela REN em 2017 por um valor de cerca de 530 milhões.

A Energyco – que presta serviços de fornecimento de energia térmica – é uma empresa detida pela Artá Capital, uma sociedade gestora de capital de desenvolvimento da Corporación Financiera Alba (Grupo March).

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários